Governo vê alta em índice de correção e valor do salário mínimo pode subir mais em 2022

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0
Foto: Divulgação / Ilustrativa

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia informou nesta terça-feira (18) que elevou de 4,27% para 5,05% a estimativa de inflação de 2021 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O INPC é o índice usado pelo governo para a correção anual do salário mínimo. Se esse aumento se confirmar e não houver mudança no cálculo, o reajuste do mínimo de 2022 também será maior. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 1.100. Em abril, o governo divulgou a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022 em que prevê alta de 4,27% para o INPC neste ano, o que levaria a uma correção do mínimo para R$ 1.147 no ano que vem. G1

Governo não definiu plano único de combate à pandemia, diz Araújo na CPI da Covid

Em depoimento à CPI da Covid, o ex-chanceler Ernesto Araújo disse que não havia um “documento único” com orientações para medidas de combate à pandemia e frisou diversas vezes que o Itamaraty agia sob os comandos do Ministério da Saúde, de onde surgiam as orientações. “(Papel) era de facilitar importação, facilitar trâmites, apoio a negociação de vacinas, mas não tenho conhecimento de plano único”, disse Araújo nesta terça-feira em respostas ao relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). O ex-ministro das Relações Exteriores também disse não ter recebido instruções diretas do presidente Jair Bolsonaro sobre a implantação da política de combate à pandemia. “O fato de não ter havido um documento, orientação geral, não quer dizer que tenha havido improviso”, respondeu Araújo, que disse não lembrar de divergências entre o Itamaraty e a Presidência. O ex-chanceler afirmou também que sua saída do cargo de titular do Itamaraty não se deu pela sua atuação frente às negociações para compra de vacinas. Segundo Araújo, sua demissão esteve relacionada com as dificuldades de relacionamento, principalmente com o Senado. “Diante disso, presidente pediu que eu colocasse o cargo à disposição”, disse.

Marinha da Índia busca 80 desaparecidos no mar após ciclone

A Marinha da Índia montou uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira (18), em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos cuja embarcação afundou em mares agitados após um ciclone poderoso que varreu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas da água durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que a tempestade encalhou, disse a Marinha. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a se abater sobre a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamentos de casas que mataram ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. G1

Fiscalização autua 20 ônibus por excesso de passageiros em Canoas

Uma blitz realizada pelas equipes de fiscalização da Metroplan na manhã desta segunda-feira, em Canoas, abordou 45 ônibus de transporte público metropolitano, 23 da empresa Transcal e 22 da empresa Vicasa. Devido ao excesso de passageiros, 20 veículos acabaram sendo autuados. Entretanto, os fiscais não identificaram nenhuma omissão de horário. A ação, acompanhada pelo secretário de Articulação e Apoio aos Municípios do Estado, Luiz Carlos Busato, também teve como objetivo verificar as condições de funcionamento do transporte coletivo, bem como o cumprimento das normas editadas para o período de pandemia, e condições (sanitárias) gerais de higienização e ventilação. Correio do Povo

Arranha-céu oscila por razão desconhecida na China e causa pânico

Um arranha-céu foi evacuado na tarde desta terça-feira na China, em meio ao pânico, depois que o prédio de quase 300 metros de altura balançou por um motivo ainda desconhecido. Concluído em 2000, o SEG Plaza é um dos edifícios mais emblemáticos de Shenzhen (sul), a imensa metrópole na fronteira com Hong Kong. Na rede social Weibo, a agência de gestão de emergências de Shenzhen anunciou que serão verificadas as causas da oscilação do edifício, uma vez que “nenhum tremor foi registrado na cidade”. O incidente ocorreu por volta das 13h50min (horário local) e causou pânico entre os ocupantes do prédio.Cinco dos arranha-céus mais altos do mundo estão na China, incluindo a Torre Xangai, que tem 128 andares e 632 metros de altura. Desde o ano passado, a China proibiu a construção de prédios com mais de 500 metros de altura, uma restrição que já estava em vigor em algumas cidades, como Pequim. Correio do Povo

Produção e apresentação: Caroline Silva.
Próxima edição: hoje, às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui