Grêmio busca alternativas para reforçar o ataque

Uruguaio Stuani, do Girona, é um dos nomes favoritos para a posição.


0

O Grêmio trabalha sem alarde para reforçar o elenco de Renato Portaluppi no setor ofensivo. Ninguém esconde que há necessidade de incrementar as opções para o ataque. A maratona de jogos provocada pelo calendário apertado já mostrou que as lesões serão mais frequentes nesta temporada atípica. No intervalo de uma semana, Diego Souza e Pepê sentiram problemas musculares.

A intenção do departamento de futebol é trazer um ou até dois jogadores de imediato. Em outubro, quando reabrir a janela de transferência para contratações de atletas que atuam no exterior, o investimento em um centroavante poderá ser mais polpudo. Especulações não faltam. Nesta quinta-feira, um atacante que já esteve na lista de reforços de Renato no início do ano voltou à pauta. William Bigode, atualmente reserva no Palmeiras, estaria na mira do Grêmio. A direção nega. Além dele, Carlos Eduardo, também do Palmeiras e que está emprestado ao Athletico Paranaense, poderia desembarcar na Arena. “Estamos nos mexendo, podem ficar tranquilos. Logo a gente vai ter novidades”, garante Renato Portaluppi.

O “sonho de consumo” do Grêmio é o uruguaio Cristhian Stuani, de 33 anos, que atua no Girona, da Espanha, este sim um centroavante de ofício, diferentemente dos outros nomes especulados. O presidente Romildo Bolzan Júnior admite que Stuani é um nome que agrada ao clube, mas a contratação só pode ser concretizada em outubro. “Gosto muito desse jogador. Ele tem vínculo na Europa, é difícil trazer. Mas é um jogador fantástico”, elogia o mandatário gremista.

Nesta quinta-feira, o clube apresentou oficialmente o atacante Luiz Fernando, que chega por empréstimo do Botafogo. “Sou um jogador de beirada de campo, mas também posso jogar por dentro. Procuro ser rápido e driblador, gosto de chegar na área para finalizar. Vir para o Grêmio é uma oportunidade imensa para mim”, disse ele.

Fonte: Correio do Povo


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui