Grêmio repudia cântico racista da torcida no Gre-Nal 435

TJD avalia imagens para abrir denúncia


1
Foto: Lucas Uebel/Divulgação

Mais um episódio lamentável de racismo marcou uma rodada do futebol brasileiro. No Grenal 435, no Beira-Rio, nesta quarta-feira, a torcida do Grêmio foi filmada entoando um cântico discriminatório chamando os rivais do Internacional de “macacos”.

O TJD-RS avalia as imagens para abrir denúncia contra o clube, que soltou nota de repúdio à atitude, mas em momento algum cobrou punição à própria torcida. Derrotado no campo por 1 a 0 com uma das piores apresentações da história do clássico, na visão de seus dirigentes, o Grêmio ainda pode receber punição por causa de seus torcedores. Em coro no espaço dedicado aos visitantes, cantaram: “Chora macaco imundo, que nunca ganhou de ninguém.”

O vídeo foi espalhado pelas redes sociais e se tornou um tiroteio entre as torcidas, em pedidos mútuos de punição. Bastou surgir a notícia de que o Grêmio podia ser penalizado pelo ato racista no TJD, que os torcedores também cobraram atitude contra os colorados pela pedrada em Villassanti há 12 dias, ‘ignorada’ pelo tribunal.

Fonte: Correio do Povo

1 comentário

  1. Meus caros com todo o respeito, chega a ser risível ligar a frase desse canto a racismo e sugerir alguma possibilidade de punição ao clube. Um dos mascotes do Internacional é um macaco, como o mascote do Palmeiras é um porco. Ligar o canto a racismo é que pode se caracterizar racismo, pois liga um animal a pessoas pretas, o que não é feito no canto. Usar um macaco como mascote também é racismo? Onde vamos parar com isso, pois jogas pedras em cabeça de jogador é menos grave do xingar o mascote do rival?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui