Grupos recebem acompanhamento à distância em Forquetinha


0
Foto: Prefeitura de Forquetinha

Passados mais de dois meses após serem implementadas as medidas de distanciamento social para evitar o contágio pelo novo coronavírus, muitas rotinas foram adaptadas com novas formas de trabalho.

As participantes das oficinas terapêuticas de Forquetinha, por exemplo, recebem acompanhamento à distância. Conforme a psicóloga Liége Bernsmüller os atendimentos são feitos através de aplicativos de conversa, com chamadas de vídeo, áudio, mensagem e contatos telefônicos.

O trabalho é feito em parceria com a oficineira Rosângela Duarte. “Percebemos a necessidade de estarmos juntos, de nos aproximar, mesmo que seja virtualmente”, observa Liége.

Nos casos em que o usuário não possui nenhum contato de referências está sendo realizada visita à domicílio, atendendo a todos os cuidados de prevenção necessários. São em torno de 25 pessoas atendidas mensalmente.

Troca de experiências
Segundo a secretaria da Saúde, Habitação e Assistência Social, Heidi Grunewald, o contato permite as participantes externar seus sentimentos e necessidades no período em que estão isoladas em casa.

“Conseguimos compartilhar informações e orientações importantes sobre a pandemia. É uma forma de manter a autoestima, a alegria, o bem-estar e o envolvimento social”, entende. Os demais grupos (idosas, PCD’s, Bolsa Família) também recebem acompanhamento dos profissionais do Centro de Referência de Assistência Social. AI/RC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui