HBB não contará mais com atendimentos da UTI pediátrica e região ficará sem referência

Diretor técnico do Hospital Bruno Born disse que Hospital Santa Cruz, no Vale do Rio Pardo, seria uma possível referência, mas também deve encerrar atendimentos; possibilidade seria Venâncio Aires


0
Foto: Pixabay / Ilustrativa

Esta quarta-feira (30) deve marcar o fim dos atendimentos da UTI pediátrica do Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, após 30 anos. Com isso, a região ficará sem referência para esses atendimentos.

O diretor técnico do HBB, Fernando Bertoglio, fala que a decisão ocorre devido à falta de profissionais especializados em pediatria, e por serem vistos como ilegal por parte do Ministério da Saúde, já que a UTI neonatal e pediátrica eram compartilhadas. “A partir de 2010, veio uma normativa do Ministério da Saúde que as UTIs não podem ser compartilhadas, e mesmo assim foi se mantendo. Do ponto de vista legal, estamos ilegal, mas o hospital não tem capacidade de ter essas UTIs separadas”, explica.


ouça a reportagem


Bertoglio conta que já tinham conhecimento da possibilidade de fechar a UTI pediátrica, e que o principal problema era manter profissionais especializados em pediatria, já que a grande maioria não se sentia preparada para atender crianças maiores, e acabava procurando outros hospitais para trabalhar. “Começamos a ter complicações com profissionais que querem trabalhar, mas não se sentem confortáveis em atender crianças maiores porque eles não têm a formação, e acabam procurando hospital que tem a neonatologia”, acrescenta.

Atualmente, a UTI pediátrica contava com oito a nove médicos, mas conforme o diretor técnico, esse número é baixo. “Esses dias quase ficamos sem plantonista na neonatal, e temos perspectivas de perder mais profissionais. Não tínhamos outra opção, estamos trabalhando no limite e já vinhamos sendo sinalizados pela neonatologia”, declara.

E agora, como fica?

UTI pediatrica do HBB encerra as atividades na quarta-feira (Foto: HBB / Divulgação)

Com o encerramento das atividades da UTI pediátrica, o Vale do Taquari fica desatendido nessa área. Inicialmente se cogitava a possibilidade de os pacientes serem encaminhados para o Hospital Santa Cruz, no Vale do Rio Pardo, a cerca de 60km de Lajeado, mas Bertoglio diz que a ideia já começa a ser descartada. “O próprio secretário municipal de Saúde, Claudio Klein, que foi também diretor técnico, se reuniu com a secretária estadual de Saúde, mas não houve interesse em mudar a situação.

O Hospital Santa Cruz também está fechando sua UTI pediátrica, mas há uma ideia de talvez levar para o hospital de Venâncio Aires, mas não sei a quantas andas”, comenta.

Leia também: Com encerramento da UTI pediátrica do HBB, hospital de Venâncio estuda possibilidade de atender a região

Os atendimentos para os recém-nascidos de até 28 dias (UTI neonatal) segue normalmente no Hospital Bruno Born. A ala pediátrica atende crianças de 29 dias a 13 anos.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui