Holanda, Itália e Bélgica reforçam medidas para conter Covid-19

Na Holanda,, bares e restaurantes serão fechados para reduzir o contato entre as pessoas.


0
Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters

Enquanto os franceses aguardam o pronunciamento do presidente Emmanuel Macron sobre prováveis novas restrições para frear a epidemia de coronavírus na França, outros países europeus adotam novas restrições sociais a partir desta terça-feira (14). Na Holanda, o primeiro-ministro conservador-liberal Mark Rutte decidiu submeter o país a um confinamento parcial.

Bares e restaurantes serão fechados para reduzir o contato entre as pessoas. Depois de resistir durante vários meses, o premiê holandês também tornou o uso de máscaras obrigatório em locais fechados, para todas as pessoas maiores de 13 anos, informa o jornal “Le Figaro”.

A Holanda registrou o recorde diário de 7.393 novos casos da Covid-19 em 24 horas, 43.903 em uma semana e 150 mortes. “Estamos entrando em um confinamento parcial”, disse Rutte em um pronunciamento na televisão. “Vai doer, mas é a única solução. Temos que ser mais rígidos”, completou. Duas províncias belgas – Luxemburgo e Brabant-Vallon – decretaram toque de recolher por 15 dias, a partir desta quarta-feira, de 1h às 6h. Todos os deslocamentos não essenciais ficam proibidos nesse horário. A Bélgica registrou um aumento de 79% de novos casos da Covid-19 na última semana.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui