Um homem armado abriu fogo dentro de um escritório em Orlando, na Flórida, e matou cinco pessoas, antes de se suicidar.

Segundo a polícia de Orlando, o caso não é tratado como terrorismo, mas sim como um incidente relacionado ao trabalho. O homem trabalhava no local, e foi demitido em abril. Ele carregava consigo uma arma e uma faca, que não foi usada no ataque.


Ouça o quadro


Segundo a polícia, o atirador tinha 45 anos, e histórico criminal por porte de drogas. Em 2014, ele havia se envolvido em uma briga no ambiente de trabalho, quando agrediu um colega. No entanto, não houve denúncia formal sobre o caso.

A polícia chegou ao local apenas dois minutos depois de receber uma ligação de emergência, e conseguiu evitar uma tagédia ainda maior, segundo autoridades da Flórida.

Três homens e uma mulher morreram no local, e um outro homem chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu. Além das vítimas, sete pessoas estavam no escritório, e estão sendo ouvidas pela polícia.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui