Homem que ateou fogo na ex-mulher é preso no interior da França

Crime ocorreu em Mérignac, no sudoeste francês. Segundo a polícia, francesa de 31 anos foi perseguida e alvejada nas pernas pelo ex-marido antes de ser queimada viva


0
Agente da polícia francesa em foto ilustrativa sem data (Foto: Gendarmerie Nationale)

Um homem de 44 anos que perseguiu e matou a ex-mulher no interior da França foi detido na terça-feira (4), informou a polícia local. A vítima, uma francesa de 31 anos, foi alvejada e queimada viva.

Eles estavam separados e ela morava com os três filhos do casal, de 3, 7 e 11 anos – que não estavam presentes na hora do assassinato.

O crime ocorreu em Mérignac – no sudoeste francês – e o assassino foi preso em uma cidade próxima, enquanto tentava fugir.

A prefeitura de Mérignac disse em nota que condena o ato de feminicídio e uma marcha organizada por movimentos feministas está marcada para acontecer nesta quarta-feira (5).

Apesar de uma queda no número de casos de violência contra mulher, a França registrou no ano passado 90 casos de feminicídio – foram 146 em 2019.

À luz do dia

Segundo a Promotoria de Bordeaux – responsável pela região –, o homem tinha antecedentes criminais e atirou contra a mulher várias vezes até atingi-la nas pernas e derruba-la em plena luz do dia.

Quando ela tombou, em meio a um bairro residencial de classe média, ele jogou gasolina e atirou fogo “enquanto ela ainda respirava”, disse a polícia.

O homem foi preso meia hora após o assassinato na cidade vizinha de Pessac. No momento de sua prisão, ele estava armado com um fuzil, segundo a Promotoria.

Ele foi acusado de homicídio e também é suspeito de ter posto fogo na casa onde a mulher morava.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui