Homem que estuprou e enterrou jovem viva nos EUA é executado 26 anos depois

Orlando Hall, de 49 anos, foi condenado à pena de morte por sequestrar, estuprar e enterrar viva uma jovem chamada Lisa Rene.


0
Foto: Reprodução/Attorneys for Hall

Orlando Hall, de 49 anos, foi executado ontem por uma injeção letal no complexo penitenciário federal em Terre Haute, no estado norte-americano de Indiana, por ter estuprado, no ano de 1994, a jovem de 16 anos, Lisa Rene, e tê-la enterrado viva logo em seguida.

Segundo a Associated Press, a execução ocorreu depois da Suprema Corte negar contestações legais de última hora dos advogados de Hall. Eles apontavam, entre outras questões constitucionais, que o preconceito racial foi um fator que teria contribuído com a sentença de pena de morte.

Mas o pedido de suspensão da execução foi negado e o condenado foi executado. O último discurso em vida dele foi um convite a outras pessoas se converterem ao Islã e um agradecimento aos que o apoiaram. Por fim, o sentenciado disse: “Cuidem-se. Diga aos meus filhos que os amo”.

O caso hediondo

De acordo com documentos do tribunal federal, Hall traficava maconha e comprava a droga na cidade de Dallas, no Texas. Em 24 de setembro de 1994, ele foi fazer uma compra com os irmãos de Rene. Só que, em vez de fecharem o negócio, os irmãos tentaram roubar o carro do traficante e assaltá-lo.

Todavia, Hall rastreou o apartamento onde eles moravam em Arlington, Texas, e foi até lá com outros três homens. Somente Rene estava em casa, estudando para uma prova. Ela foi levada pelos criminosos, que a estupraram por dois dias em um motel.

No dia 26 de setembro de 1994, a garota foi levada próxima ao Lago Byrd, em Pine Bluff, Arkansas, com os olhos cobertos por uma máscara. Hall colocou um lençol sobre a cabeça de Rene e então bateu na cabeça dela com uma pá e a golpeou revezando com outro homem. Por último, eles jogaram gasolina na menina antes de enterrá-la.

Um legista determinou que Rene ainda estava viva quando foi colocada debaixo da terra. A causa da morte foi por asfixia na sepultura, onde a adolescente foi encontrada oito dias depois.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui