Hong Kong exigirá uso de pulseira eletrônica em infectados pela covid-19

Sistema irá monitorar pessoas que testaram positivo para a doença, garantindo que não saiam de casa durante o isolamento


0
Foto: Ilustrativa

O governo de Hong Kong anunciou na noite de segunda-feira (11), que passará a adotar um novo sistema eletrônico para monitorar remotamente pacientes infectados com covid-19. O uso das chamadas “pulseiras de quarentena” será obrigatório para aqueles que tiverem resultados positivos em testes para a doença e tem o objetivo de fiscalizar se essas pessoas estão cumprindo o isolamento social.

Ao anunciar a nova medida, Lo Chung-mau, o novo secretário de saúde da cidade disse: “Temos que garantir que o isolamento domiciliar seja mais preciso e humano”. As pulseiras eletrônicas serão introduzidas na sexta-feira, dia 15 de julho, e a violação da regra acarretará uma multa de cerca de US$ 3.200 (R$ 17.262) e até seis meses de prisão. Além dos braceletes, o território autônomo passará a adotar o sistema de saúde eletrônico da China, que rastreia o movimento de pessoas por meio de telefones celulares.

Ao frequentarem espaços públicos, os cidadãos deverão apresentar o QR Code na tela de seu dispositivo, que contém informações sobre seu estado de saúde. Se o código estiver com a cor verde, a pessoa será autorizada a acessar o espaço. O código fica amarelo se a pessoa teve contato próximo com um infectado e vermelho se o usuário fez um teste de resultado positivo para o vírus.

Fonte: Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui