Hospital Bruno Born desativa UTI Intermediária pós-Covid

Setor criado em 2 de março recebia pacientes que tiveram Covid-19 e não precisavam mais de respiradores; há 12 dias não havia internação no local


1
Foto: Reprodução / Arquivo

O Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, desativou a UTI Intermediária nesta terça-feira (6). O setor que foi criado no dia 2 de março, no espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico e recebia pacientes em situação mais estável, que estivessem em recuperação da Covid-19 e não dependessem mais de respiradores. Era classificada como uma unidade pós-UTI, de reabilitação.

O último dia em que o setor teve um paciente foi 26 de março, portanto há 12 dias não estava mais sendo utilizado. Quando criada há 37 dias a UTI intermediária tinha o objetivo de aumentar sua capacidade de atendimento a fim de dar vencimento à lista de espera, que naquela oportunidade tinha nove pacientes.

Na ocasião, os pacientes extubados (fora dos respiradores) precisavam ficar em UTI para recuperação por até cinco dias. Com a remodelação, estes puderam se recuperar em leitos intermediários, liberando, assim, vagas nas UTIs e respiradores para doentes em situação mais grave.

Relembre

No dia 25 de fevereiro, o HBB entrou na fase de risco 5, a última do plano de contingência, chegou ao limite de 27 leitos de UTI Covid, e passou a ter pacientes em espera por leitos de UTI. No primeiro dia, já eram quatro pessoas na fila. Depois de 25 dias, em 24 de março, a casa hospitalar deixou de ter pacientes em espera por leito de UTI e um dia depois o hospital diminuiu o número de leitos de UTI Covid de 27 para 22 e anunciou que retomaria as cirurgias mais urgentes.

Situação atual

O número total de internados no setor Covid do HBB chegou a ser de 118 pessoas. Hoje são 65 internados. Às 19h desta terça (6), o site do HBB informava  22 internados na UTI Covid, ocupando 100% da capacidade, 18 internações em UTI Adulto – paciente Covid pós isolamento – (100%), onde também houve redução de dois leitos nesta segunda (5), 21 pessoas no setor de internação (53%) e quatro na observação (50%). No total são 65 pessoas internadas, sendo 41 com confirmação da doença e 24 com suspeita em 88 leitos disponíveis, o que significa 74% da ocupação do setor Covid. (Veja a tabela completa abaixo)

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui