Hospital Estrela busca recursos para implementação de banco de leite

Caso se concretize, a instituição seria referência para os vales do Taquari e Rio Pardo, que não têm esse serviço em saúde


0
Foto: Tiago Silva

O Hospital Estrela busca recursos para a estruturação de um banco de leite materno na casa de saúde. A instituição calcula que seriam necessários cerca de R$ 300 mil, ao menos, para preparar o espaço. Além disso, será necessária a contratação de pessoal especializado em pediatria, nutrição e técnicos em laboratório, entre outras funções.

Para viabilizar o projeto, a direção do hospital busca emendas parlamentares e apoio da comunidade. Caso se concretize, a instituição seria referência para os vales do Taquari e Rio Pardo, que não têm esse serviço em saúde. Os mais próximos ficam em Bento Gonçalves ou Porto Alegre.

Conforme a gerente assistencial Graciela Hauschild Scherer e a responsável técnica pelo serviço de nutrição dietética, Alice Beuren, hoje o Hospital Estrela tem apenas um posto de coleta de leite materno. A ideia seria que o banco de leite materno possa servir de apoio aos demais hospitais da região, que fariam a coleta, encaminhariam para o banco fazer o processamento e, então, o devolveria.

Ter um banco de leite é uma ideia do Hospital Estrela desde 2013, pelo menos, quando a casa de saúde teve que escolher entre manter uma UTI Neonatal ou uma Pediátrica. Com a readequação, a direção optou pela neonatal, que atualmente conta com 10 leitos para cuidados aos recém-nascidos até 28 dias de vida.

No banco de leite seria fornecido uma estrutura e acolhimento maior à mãe na hora da coleta, feito o auxílio a quem não consegue amamentar adequadamente e também organizada a distribuição. Em um espaço desse tipo é possível realizar análises clínicas com testes de qualidade do leite. Sem isso, em salas de coleta é possível fazer a ordenha e encaminhar o leite da mãe somente para o seu bebê.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui