Hospital Ouro Branco pede ajuda financeira à comunidade

Com um déficit de pelo menos R$ 700 mil, a campanha incentiva doação de recursos financeiros para suprir despesas da Covid-19


1
Foto: Júlio César Lenhard

Um pedido de socorro por parte de uma das principais instituições de saúde do Vale do Taquari. O déficit de cerca de R$ 700 mil. “Precisamos da sua ajuda; sua doação pode salvar vidas” é o slogan da campanha. A iniciativa busca arrecadar recursos financeiros junto à comunidade para beneficiar o Hospital Ouro Branco (HOB), de Teutônia. A ação foi implementada para fazer frente aos altos custos das internações de pacientes com a Covid-19.


OUÇA A REPORTAGEM 

 


Foram abertas duas contas bancárias em nome da Associação Beneficente Ouro Branco (ABOB), entidade mantenedora do HOB, para receber as doações:

  • Sicredi Ouro Branco, agência 0119, conta corrente 30.037-7
  • Banrisul, agência 0946, conta corrente 06.070.0510-4

Esses recursos serão utilizados para cobrir o alto custo de internação das pessoas com Covid-19, além de facilitar e agilizar a compra de medicamentos e insumos. “Temos conhecimento do momento de crise que está acontecendo, que traz dificuldades, mas cada um fazendo um pouco nós já ajuda”, afirmou o diretor-executivo do Hospital Ouro Branco Ornelio Guilmar Kleber.

A estrutura física é uma das dificuldades no hospital. “Não adiantaria termos mais leitos em função da pandemia, que a ocupação continuaria sendo um problema. Da mesma forma como leitos clínicos semi-intensivos, como temos no Hospital Ouro Branco. A questão principal é a demanda muito grande, em pouco tempo, e não há estrutura na área da saúde que suporte isso, fatores que levam à dificuldade no atendimento. E essa é uma realidade não apenas de Teutônia ou do Vale do Taquari”, afirma o presidente da mantenedora ABOB, Marco Aurélio Weber.

Os hospitais também necessitam de profissionais. “Sabemos a necessidade de abrirmos leitos, mas chegamos a um momento que somente isso não é uma solução. São necessários profissionais de saúde, porque esses também são afastados por contraírem a Covid-19 na linha de frente do combate à pandemia. Podemos dizer que é uma situação complicadíssima, sem falar do alto custo e tempo destas internações, o que sobrecarrega toda e qualquer casa de saúde”, sinaliza explica Kleber.

O presidente da mantenedora esclarece que essas contas foram criadas especificamente para este momento de pandemia. “As duas contas foram criadas especificamente para este momento da pandemia. Vamos fazer a prestação de contas de todos os recursos que ingressarem, o valor que entrou e o que foi feito com ele. Começamos a receber as primeiras doações, e a comunidade costuma ser sempre muito solidária com a instituição”, afirma.

Para eventuais dúvidas sobre a campanha os interessados podem entrar em contato pelo telefone (51) 3762-1600.

Texto: Júlio César Lenhard

1 comentário

  1. Arthur Gonzaga Duarte Medeiros de Morais Moreira da Silva Brandão Lopes Siqueira de Alcantra Bezerra

    onde está o posicionamento do nosso governador “doce de pelotas”?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui