Humberto Gessinger apresenta nova turnê, “Não vejo a hora”, no Teatro Univates

Show acontece no dia 4 de setembro


0
Foto: Divulgação

O cantor, compositor, multi-instrumentista e escritor Humberto Gessinger apresenta seu quarto disco solo, “Não Vejo a Hora”, em Lajeado, no Teatro Univates, no dia 4 de setembro, a partir das 20h. A realização do evento é da Eduardo Holmes Produções.

Lançado em CD, vinil, K7 e em todas plataformas digitais, o álbum foi gravado no Estúdio Soma, em Porto Alegre, e conta com duas formações: o “power trio” e o trio acústico.

Ingressos

Os ingressos para o evento estão disponíveis e podem ser adquiridos no site www.teatrounivates.br ou no site da Blueticket. Variam de R$ 35,00 a R$ 90,00, nas modalidades de ingresso inteiro e meia-entrada. Para este espetáculo ainda há um ponto de venda presencial, no Prédio 1 da Univates: na rua Avelino Talini, 171 – Prédio 1, sala 110.

O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 22h, e aos sábados, das 8h às 12h. As formas de pagamento aceitas na compra do ingresso na Univates são cartão de débito ou crédito e Pix. Em caso de dúvidas sobre a apresentação, contate o Teatro Univates pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5949, ou pelo e-mail bilheteria@univates.br.

“Não Vejo a Hora”, por Humberto Gessinger

“Foram dias muito intensos quando gravamos as oito canções com power trio (baixo de seis cordas, guitarra e bateria) e as três com o trio acústico (viola caipira, baixo acústico e acordeon)”, destaca o cantor. “Não Vejo a Hora” é um disco focado na simplicidade dos trios.

“O material foi escrito no decorrer do último ano, com exceção de duas canções um pouco mais antigas: ‘Missão’, que escrevi com Duca Leindecker, e ‘Outro Nada’, que escrevi com Bebeto Alves. Como sempre, as letras são todas minhas, mas rolaram parcerias nas músicas também com Felipe Rotta, Nando Peters e Esteban Tavares. Desde o início, saquei que o material pedia uma produção ágil, rápida, para que a força das composições não se perdesse em firulas no estúdio. Foi o que a gente fez. Com exceção de alguns vocais que eu dobrei, não há overdub no disco”, explica Gessinger.

“Não Vejo a Hora” – O disco

Produzido por Humberto Gessinger, “Não Vejo a Hora” é o primeiro álbum de inéditas desde “InSULar” (2013) e traz 11 canções autorais gravadas com dois trios. São oito faixas com o power trio formado com Rafa Bisogno na bateria e Felipe Rotta na guitarra (músicos que acompanham o artista na estrada) e Humberto no baixo de seis cordas. Nas três músicas acústicas, Gessinger assume a viola caipira, acompanhado por Nando Peters no baixo acústico e Paulinho Goulart no acordeon. As ilustrações da capa e contracapa são do artista gaúcho Felipe Constant.

Humberto Gessinger

Com 36 anos de estrada, Humberto Gessinger lança seu 22º álbum. Oito DVDs completam a discografia, que rendeu oito Discos de Ouro, um Disco de Platina, quatro DVDs de Ouro e milhares de fãs apaixonados por sua música.

Em 2013 lançou o CD “inSULar” (STR/Stereophonica), o primeiro como artista solo, e em 2014, o DVD/CD “inSULar ao vivo” (Coqueiro Verde Records), que recebeu DVD de Ouro em apenas dois meses e foi indicado ao Grammy Latino de melhor álbum de rock. Em 2016, após três anos viajando por todo o Brasil com “inSULar”, Humberto Gessinger lançou a turnê “Louco pra Ficar Legal” e dois novos singles, “Pra Ficar Legal” e “Faz Parte”.

Em 2017 lançou o compacto “Desde Aquela Noite”, com faixas já gravadas pelos parceiros das composições, mas inéditas na discografia de Gessinger, e estreou a turnê “Desde Aquele Dia – 30 anos A Revolta dos Dândis”, registrada no DVD/CD “Ao Vivo pra Caramba”, lançado em 2018, mesmo ano do projeto “Canções de Amor, Filmes de Guerra”, em comemoração dos 25 anos do 1º acústico dos EngHaw, o álbum “Filmes de Guerra, Canções de Amor”. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui