IECLB de Lajeado disponibiliza máscaras no portão da igreja

Projeto “Máscaras com Amor” já confeccionou mais de 2 mil unidades do item de proteção individual.


0
Máscaras foram disponibilizadas no portão da Igreja Evangélica Luterana de Lajeado (Foto: Renata Leal / Divulgação)

O Projeto “Máscaras com Amor” desenvolvido pela Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Lajeado (IECLB) já confeccionou mais de 2 mil máscaras. Com dois grupos de voluntários, divididos entre aqueles que fazem o corte das peças e os que costuram máscaras e jalecos, as máscaras estão sendo confeccionadas nas próprias casas pelas famílias de aproximadamente 40 voluntários.

A iniciativa surgiu pela pastora Miriam Diefenthaeler, que em pouco tempo depois de divulgar a ideia, recebeu a adesão de muitas senhoras da OASE e voluntários. Essa semana, máscaras foram oferecidas gratuitamente no portão da Igreja, na rua Alberto Torres, dentro de saquinhos, com a seguinte mensagem:

“A fé não descansa nem tira férias. Ao testemunhar o amor de Deus através do gesto de confeccionar máscaras sabemos que a igreja tem um chamado para a transformação social. Mais de 40 voluntárias participam deste projeto. Leve uma máscara para você e ore pelas pessoas, comprometa-se com um mundo melhor e saiba que você não está sozinho. Com carinho, Equipe Máscaras com Amor”.

Poucas horas depois de serem disponibilizadas frente à Igreja, o portão já estava vazio. O material foi doado por empresas, por membros, por simpatizantes e pelo Ponto de Pregação Jardim do Cedro. As máscaras estão sendo doadas para a Associação Beneficente Pella Bethânia de Taquari, clínicas geriátricas, Abrigo São Chico, CRAS, CREAS, Defesa Civil e pessoas da comunidade.

Segundo a Pastora, duas costureiras confeccionam jalecos para o Hospital Bruno Born a partir de uma doação feita pelo CEAT. “Com solidariedade e amor venceremos este vírus, que está gestando uma nova humanidade. Somos imensamente gratos às famílias e mulheres protagonistas desta história, que cortam e costuram com alegria, com desprendimento. As pessoas que fazem este trabalho talvez não têm a noção da grandiosidade deste gesto. Este é o espírito cristão luterano que está inundando nossa cidade com o cuidado da coletividade”, diz a pastora Miriam. As voluntárias seguirão confeccionando máscaras e jalecos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui