Ilhas Canárias ordenam confinamento de 33 mil pessoas devido às emissões de gases do vulcão

Vulcão Cumbre Vieja, em erupção há quase três meses, afeta o deslocamento de 38% da população total da ilha


0
Foto: LUISMI ORTIZ / UME - AFP

Cerca de 33.000 habitantes da ilha espanhola de La Palma, no arquipélago das Canárias, receberam a ordem de se confinarem em casa devido aos gases tóxicos emitidos pelo vulcão Cumbre Vieja, em erupção há quase três meses, informaram as autoridades.

O governo regional ordenou “o confinamento da população de Los Llanos de Aridane, El Paso e Tazacorte pela situação da qualidade do ar extremamente desfavorável, por dióxido de enxofre” associado a outras emissões da atividade vulcânica.

Esses três municípios contam com cerca de 33.000 habitantes, ou seja, 38% da população total da ilha, de acordo com dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Fechem as portas, janelas, cortinas e [evitem] qualquer entrada de ar externo. Confinem-se, se for possível, nos cômodos mais internos” das casas, recomenda o governo regional.
“Desliguem [os aparelhos de] ar-condicionado e aquecedor e, para maior segurança, coloquem fita nas portas e janelas”.

“Se você estiver do lado de fora, saiba que um carro não é um lugar seguro e confine-se no primeiro prédio que encontrar”, acrescentam as autoridades.

A erupção do Cumbre Vieja, que começou em 19 de setembro, é a primeira em meio século nesta pequena ilha do arquipélago.

Não provocou vítimas, mas causou danos importantes e a evacuação de mais de 7.000 pessoas, algumas das quais perderam todos os seus pertences sob os rios de lava.

É a erupção mais longa da ilha e a terceira em um século, após as dos vulcões San Juan, em 1949, e Teneguía, em 1971.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui