Impacto da pandemia: Brasil registra 64% mais mortes que o esperado

Os dados reunidos no painel mostram ainda que o excesso de mortalidade no país até 17 de abril já representa 77% do excesso de mortalidade registrado em todo o ano de 2020


0
Foto: Ilustrativa / Pixabay

O excesso de mortalidade no Brasil entre 1º de janeiro e 17 de abril deste ano foi de 211.847 mortes (ou 64% além do esperado) – mais um indicador a comprovar o impacto da pandemia de Covid-19 no número de óbitos no País. O número já é bem próximo ao registrado ao longo de todo o ano passado (275.587 mortes a mais do que o esperado), mostrando o recrudescimento da doença.

Para especialistas, o número elevado de mortes deve ter um impacto direto na expectativa de vida. Os dados integram o Painel de Análise do Excesso de Mortalidade por Causas Naturais no Brasil em 2021, preparado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) em parceria com a organização global de saúde pública Vital Strategies e com a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).

O painel reúne dados sobre todas as mortes por causas naturais informadas no Portal de Transparência do Registro Civil, levantados em parceria com a Arpen. As mortes naturais são aquelas causadas por doenças ou mau funcionamento interno do corpo e incluem óbitos por Covid-19 e outras doenças respiratórias.

Os números são comparados com a projeção da mortalidade estimada a partir da série histórica de óbitos, com dados reunidos pelo Sistema de Informação de Mortalidade entre 2015 e 2019.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui