Inauguração de obra pública é criticada pela oposição na Câmara de Lajeado

Parlamentares denunciaram aglomeração para atender a prazo de entrega no lançamento de obras, estipulado pela Justiça Eleitoral. Base governista negou.


0
Com suspeita de Covid-19 em servidora, Câmara teve sessão online nesta terça-feira, 11 de agosto (Foto: Natalia Ribeiro)

O ato de inauguração de uma academia de saúde no Bairro Jardim do Cedro, em Lajeado, realizado na tarde desta terça-feira (11), recebeu críticas dos vereadores de oposição na sessão da Câmara de Vereadores de Lajeado, que ocorreu à noite. Para um grupo de parlamentares a administração promoveu aglomeração para atender ao prazo de entrega de obras, estipulado pela Justiça Eleitoral em decorrência do pleito municipal. A situação amenizou as falas e alegou que havia distanciamento.

O calendário eleitoral de 2020 veda, a contar do dia 15 de agosto, próximo sábado, a participação de pré-candidatos na entrega de obras públicas. Sérgio Kniphoff (PT) alertou ao prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (PP), e denunciou o fato. “Cuide, prefeito, e não promova, o senhor que é líder da cidade, aglomerações por conta de um calendário eleitoral”. Na avaliação do vereador, que é médico, a eleição não deveria ser feita por conta do atual cenário da pandemia.

Saiba mais sobre a inauguração clicando aqui

Lajeado tinha 2.334 casos confirmados da doença até a noite desta terça-feira, sendo 37 confirmados nas últimas 24 horas. Destes pacientes, 2.227 estão recuperados (95,4%), 77 em tratamento (3,2%) e 30 faleceram (1,2%). A morte mais recente, de um homem de 60 anos, ocorreu nesta manhã e ainda não teve o reconhecimento da Secretaria Estadual da Saúde. Com isso, para o Estado, tem 29 óbitos confirmados.

Sérgio Kniphoff criticou a postura da administração na entrega (Foto: Natalia Ribeiro)

Kniphoff foi o primeiro a falar do assunto, temática que acabou seguida por alguns colegas. O petista destacou que, pela terceira semana consecutiva, a região de Lajeado é a que tem o menor índice de distanciamento social no Rio Grande do Sul, com 34,1% de adesão. O levantamento semanal foi atualizado na segunda-feira (10), pelo Estado, a partir de sinais emitidos pelos telefones celulares.

Nilson Do Arte (PP), que reside no Bairro Santo Antônio e participou da entrega do espaço público, sugeriu que “se for fazer mais inaugurações, que esteja só a equipe da administração. Também se possível que façam transmissão ao vivo na internet, para não ter a aglomeração de pessoas”. O situacionista diz ter a informação de que em breve deve ser entregue mais uma melhoria na localidade, o que o preocupou.

Para Carlos Ranzi (MDB), oposição na casa, a culpa pelos índices negativos de distanciamento não é da comunidade. Durante a sessão ele disse que precisava mandar um recado ao prefeito Caumo. “Não dá para colocar a culpa na população. Quando não tiver aglomeração nos ônibus nós poderemos falar sobre isso”. O emedebista refez pedido de atenção para, segundo ele, o elevado número de passageiros nas linhas. “Muito antes de fiscalizar o comércio fiscalize os ônibus”. Ranzi afirmou que as pessoas transitam como se fossem ‘sardinhas em latas’.

Secretário de Obras de Lajeado até março de 2020, e agora na Câmara, Fabiano Bergmann (PP) defendeu a prefeitura e a entrega do espaço. “Está pronta a obra. Temos de entregar para a comunidade. A pandemia não vai parar. Parabenizo a administração e o prefeito. Todos têm que ter ciência de usar máscara e álcool gel”.

A sessão

Depois de algumas semanas com encontros presenciais, a Câmara de Lajeado voltou a fazer sessão online nesta terça-feira. O motivo, sintomas do novo coronavírus em uma das servidoras. A forma das próximas sessões será avaliada pela Mesa Diretora.

Os sete projetos de lei que estavam na pauta do dia receberam aprovação unânime. Com autoria da Prefeitura de Lajeado tiveram aval o recebimento, em doação, de terreno urbano de propriedade da Construtora Di Trento Ltda, renovação de contrato temporário de servidora, abertura de crédito de R$ 10 mil para a manutenção da Procuradoria-Geral de Lajeado e abertura de crédito de R$ 23.268,58 para investimentos no Jardim Botânico de Lajeado no exercício de 2020. 

Já com autoria do Legislativo aprovada denominação de Walter Felipe Dieter às ruas 5 e N5 do loteamento Monte Belo, no Bairro Igrejinha, de Fabiano Bergmann (PP); de Rua Passo Fundo à via A, no loteamento Conventos V, no Bairro Conventos, de Carlos Ranzi (MDB); e de Rua Argemiro Loriano da Conceição a Rua B do Loteamento Conventos III, no Bairro Conventos, escrita por Sérgio Rambo (PT).

A sessão ainda marcou o retorno de Mariela Portz (PSDB), afastada durante três semanas após ter contraído a Covid-19. “Não foi leve, foi bem complicado. Fui um dia para o hospital. É uma doença muito agressiva. Tenho 40 anos, sem outra doença, pratico esportes, pelo menos, quatro vezes por semana, e não foi brincadeira”, relatou. A vereadora pediu a ajuda da comunidade seguindo orientações sanitárias. “Quando as pessoas não acatam o que é pedido isso acaba prejudicando a economia”.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui