Incentivos fazem produtores de Canudos do Vale ampliar produção

Município auxilia com serviços de terraplenagem, acessos e valor de até R$ 24 mil para cada novo empreendimento construído


0
Foto: Divulgação

Canudos do Vale – Marcio Luiz Favaretto é avicultor faz mais de 40 anos. Começou com um aviário pequeno onde alojava 7 mil aves em Sério. Atualmente morando em Pinheirinho, possui um empreendimento com capacidade de alojar 35 mil frangos.

Com os auxílios oferecidos pela Secretaria Municipal da Agricultura e de Obras, decidiu construir um novo aviário no modelo Dark House, onde alojará mais de 50 mil animais por lote. Por ave, recebe uma média de R$ 0,80. As máquinas trabalham para finalizar a terraplenagem e o acesso. “Sem dúvida esta ajuda é fundamental para investir. Somente nos serviços de máquina, disponibilizados pelo município, vou economizar mais de R$ 150 mil. Sem este incentivo, nem teria condições de ampliar.”

Elogia os demais auxílios oferecidos como a implantação da rede de energia trifásica pela Cooperativa Certel e sinal de internet, projetos intermediados pelo Executivo. “Aqui nossa administração valoriza muito o trabalho dos agricultores. Com isso conseguimos crescer, garantir a sucessão, pois minha filha deve voltar graças a estes projetos e ter mais qualidade de vida.”

Favaretto vai aplicar R$ 1,5 milhão e terá prazo de nove anos para quitar o montante, com juros de 7% ao ano. Além do aviário, ainda instalará uma usina de energia solar, onde pretende produzir toda energia elétrica necessária para a propriedade.

“O valor de R$ 4 mil a ser gasto com tarifa de energia elétrica por mês, será investido no pagamento das prestações. Em breve não terei mais custos e poderei aplicar este dinheiro em outras demandas.”

Apoio fundamental

Para os secretários da Agricultura Marcos Bergmann e de Obras Elton Caliari, estes incentivos permitem o produtor ampliar sua produção e o município fortalecer a economia, hoje baseada no setor primário. “Ainda este ano serão construídos nove aviários, para aves de postura e de corte. Isso representa um investimento de R$ 13,5 milhões. Por isso não medimos esforços para auxiliar quem quer empreender. Todo serviço de terraplenagem é feito de forma gratuita, sem falar dos acessos, estradas e demais incentivos”, explica Bergmann.

Em 2020, os dois segmentos (postura e corte) representaram R$ 51,9 milhões em valor adicionado.

Foco na agricultura

O prefeito Paulo Bergmann destaca a contratação de um trator de esteira para agilizar os serviços. “Muitas áreas são íngremes e sem este maquinário ficaria difícil executar as obras. Também compramos uma retroescavadeira nova para auxiliar ainda mais nossos produtores.”

Segundo ele, uma das metas da atual administração é manter os auxílios e criar novos para fortalecer o setor primário, garantir a sucessão e consequentemente elevar o orçamento. “Nosso foco é a agricultura, sem descuidar dos demais setores, igualmente fundamentais na geração de emprego, renda e no crescimento da cidade.”

Setor em números

Aves de corte

Produtores – 43
Capacidade de alojamento – 1.160.000 cabeças
Valor adicionado em 2020 – R$ 39.569.619,00

Aves postura

Produtores – 15
Capacidade de alojamento – 300 mil cabeças
Valor adicionado em 2020 – R$ 12.426.645,00

Projetos para 2021

Aves postura – um galpão para 20 mil aves
Aves de corte – oito galpões Dark House – 52 mil animais cada. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui