Incomodados com barulho e lixo acumulado, moradores no entorno da Talini pedem fiscalização

Comunidade quer restrição ao estacionamento de veículos em vias transversais à Univates. Nesta quinta-feira (25), ocorrerá reunião para definir ações a serem adotadas.

0
Comunidade diz que acúmulo de lixo é frequente nos imediações (Foto: Reprodução/WhatsApp)

“Desde que foi feito o prolongamento da Rua Eugênio Almiro Schmidt, no Loteamento Verdes Vales, no Bairro Universitário, em Lajeado, os problemas aumentaram em 50%”. A afirmação é de Michel Gonçalves, morador da localidade. A abertura da via ocorreu há dois anos. A comunidade alega que, desde então, o barulho noturno que existia na Avenida Avelino Talini, bem como o lixo acumulado na via, migraram para a nova rua, provocando dificuldades e incomodações.


OUÇA A ENTREVISTA


Garrafas de bebidas amanhecem no trecho (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Há tempos que as imediações da Univates têm sido alvo de queixas por conta de situações como desordem e som alto. Tanto é que em 2015 o Departamento de Trânsito restringiu o estacionamento na Av. Avelino Talini e no loteamento próximo do Complexo Esportivo da Univates, no Universitário. O que os moradores pedem é que a restrição se estenda às ruas Eugênio Almiro Schmidt e Alfredo Ereno Dörr.

Os problemas são notórios e estão no ápice. Não aguentamos mais”, cita o morador. Na manhã desta quarta-feira (24), representantes da Prefeitura de Lajeado, da Brigada Militar e da Câmara de Vereadores debateram o assunto, oportunidade em que as sugestões da comunidade foram apresentadas às autoridades presentes. O secretário da Segurança Pública de Lajeado, Paulo Roberto Locatelli, reconhece que “esse ponto do município é uma área sensível. Sempre foi para nós”.

Encaminhamentos

O assunto voltará a ser debatido na manhã desta quinta-feira (25), em reunião na sede do Poder Executivo Municipal. A previsão é que a Brigada Militar e a Secretaria de Segurança Pública definam neste encontro as alternativas que serão adotadas. “Para que num período curto, bem curto mesmo, tenhamos medidas de aumento da sinalização no local e operações integradas para aumentar a sensação de segurança nos locais onde nos trouxeram as reclamações”, destaca Locatelli.

A previsão é que a restrição ao estacionamento seja ampliada nas vias transversais, principalmente nas noites de sexta-feira e do fim de semana. Ainda deverão ocorrer ações de fiscalização em conjunto com forças de segurança. De acordo com o major Cássio Conzatti, comandante do 22º Batalhão de Polícia Militar, as reclamações de barulho são frequentes no local. “Temos muitas ligações. Hoje o problema está numa rua transversal que foi aberta e que está começando a incomodar os moradores”, fala.

Com o prolongamento da via, comunidade diz que o barulho migrou para as demais ruas do bairro (Foto: Natalia Ribeiro)

Em alguns casos, há denúncias de utilização de álcool e drogas por menores de idade. Por isso, a comunidade local pretende acionar o Ministéiro Público para participar das ações a serem realizadas. O secretário Locatelli destaca que “são situações que ocorrem no primeiro horário da madrugada e que se estendem até o início da manhã”.

No último fim de semana, após serem chamados por moradores, os brigadianos foram ao local. Houve confronto com os usuários. Um deles, inclusive, registrou boletim de ocorrência contra os militares. “Infelizmente porque acham que podem enfrentar a polícia e o pessoal do Trânsito. Deixam de respeitar os demais, comenta o major.

Em longo prazo

Dentro do programa de ampliação do sistema de videomonitoramento de Lajeado, a administração municipal pretende instalar, em até um mês, uma câmera nas proximidades de uma rótula de acesso à Univates, via Bairro São Cristóvão.

Com isso, junto da sinalização e das operações integradas, nós podemos filtrar e ver quais são as pessoas para a gente trabalhar a inteligência das polícias de uma forma mais efetiva”, explica o secretário de Segurança Pública.

O sistema permitirá a identificação das placas dos veículos que ingressam na Avenida Avelino Talini. Hoje Lajeado tem 25 equipamentos, que serão ampliados para 50. NR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui