Indícios apontam que vítimas de incêndio em Cruzeiro do Sul podem ter sido alvejadas por disparos de armas de fogo

Foram encontradas perfurações anormais no crânio de duas das vítimas.


0
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Ao menos duas das três vítimas de um incêndio registrado no interior de Cruzeiro do Sul podem ter sido alvejadas a tiro. É o que apontam os trabalhos iniciais da investigação. Segundo o delegado Dinarte Marshall Júnior, titular da Delegacia de Polícia de Cruzeiro do Sul, foram encontradas perfurações anormais no crânio de duas das vítimas, o que pode ter sido ocasionado por disparos de arma de fogo.

Ao que tudo indica, as lesões estão nos corpos do casal Leandro Arruda e Mirela Silva. Além deles, o vizinho Sinésio Inácio Ghilardi também morreu na ocasião. Os levantamentos apontaram ainda sinais de arrombamento na porta do banheiro, localizada na parte frontal da casa.

Foto: Polícia Civil / Divulgação

O incêndio teria iniciado por volta das 19h desta quinta-feira (9) na localidade de São Miguel. Em função da cheia, os Bombeiros de Lajeado não conseguiram chegar na casa para combater as chamas, que destruíram a residência. De acordo com amigos das vítimas, o casal morto possui um filho de aproximadamente 4 anos de idade. A criança estava na residência vizinha e não ficou ferida. AD

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui