Indígenas ateiam fogo em ‘caixões’ na Esplanada dos Ministérios em protesto contra marco temporal para demarcação de terras

Por volta das 11h30, fumaça podia ser vista na Praça dos Três Poderes. Grupo também ocupou espelho d'água do Palácio da Justiça


0

Indígenas de diversas regiões do país voltaram a protestar na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta sexta-feira (27), contra o chamado “marco temporal” para a demarcação de terras.

O tema chegou a entrar na pauta de julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF), na quinta-feira, mas foi adiado para o dia 1º de setembro. Por volta das 11h30, os manifestantes atearam fogo em um “caixão” feito de papelão, em frente ao Palácio do Planalto, na Praça dos Três Poderes.

A representação do caixão tinha dizeres como “marco temporal, não”, “fora garimpo”, “fora grileiros” e “condenação ao genocida”. A fumaça preta podia ser vista de longe, atrás do Congresso Nacional.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e apagou as chamas. Ninguém se feriu. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está fora de Brasília e cumpre agenda em Goiânia (GO). Este é o quarto dia consecutivo de protestos na capital federal.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui