Indústria de carnes comemora novo status sanitário do Rio Grande do Sul

Será o reconhecimento que abrirá as portas para 70% dos mercados internacionais a que o Estado, até hoje, não tinha acesso


0
Foto: Divulgação

Com a perspectiva de ampliar em US$ 1,2 bilhão por ano seu volume de negócios, o setor produtivo de carnes aguarda com grande expectativa a certificação do Rio Grande do Sul como zona livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) esta semana. Será o reconhecimento que abrirá as portas para 70% dos mercados internacionais a que o Estado, até hoje, não tinha acesso, beneficiando as indústrias gaúchas de carne bovina, suína e de aves.

Conforme a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, a evolução do status sanitário coloca a pecuária gaúcha em um novo patamar. Na indústria de carne suína, a projeção é de que haja um incremento na exportação na ordem dos R$ 600 milhões anuais.

Fonte: O Sul

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui