Agricultores que trabalham na Feira do Produtor de Estrela acompanharam a sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (24), descontentes com vistorias da Vigilância Sanitária. Eles discordam de ações realizadas na semana passada. Na tribuna, parlamentares se comprometeram em auxiliar os trabalhadores.

Considerada uma das maiores feiras do Vale do Taquari, a unidade de Estrela sofre com os efeitos da fiscalização. Produtores tiveram os alimentos recolhidos e alguns munícipes questionam seu fechamento. Diante do impasse, o Legislativo pretende realizar um encontro entre os trabalhadores e a administração municipal.

Três casos preocupam os agricultores: fechamento do setor de agro e salsichas, sob justificativa de falta de documentos; recolhimento de aipim descascado sem rótulo; e proibição à venda de produtos in natura embalados. As medidas são questionadas pelo presidente da União dos Produtores Feirantes, Eduardo Sprandel. Ele garante que não houve aviso prévio.

Dependentes da renda obtida com a venda dos alimentos, os produtores reclamam soluções. Um grupo de feirantes diz que continuará comercializando produtos em embalagens.

Líder do governo na Câmara, o vereador Marco Aurélio Wermann (PV) se mostrou disposto a auxiliar os trabalhadores. “É nosso compromisso defender a economia local. Precisamos buscar alternativas, porque não temos todas informações e nem todas as respostas”. Ele garante o futuro da feira. “Não vai fechar porque a gente não vai deixar. Somos uma comunidade organizada e que não vai permitir isso”.

Oposicionista, Norberto Fell (PPS) lembrou que as vistorias foram autorizadas pela prefeitura. Segundo ele, “a administração deve ao menos explicações para que se entenda o caso”. Marcio Mallmann (PP), que compõe a base governista, concordou com o vereador. “Eu quero diálogo, o que faltou nesse processo. Precisamos dar atenção à feira, porque é o único meio do jovem permanecer no interior”, pontua.

Projetos aprovados

Os vereadores aprovaram quatro projetos na sessão desta segunda-feira. Do Executivo, aprovada parceria com a Sociedade Evangélica Educacional de Estrela, a fim de encaminhar recursos oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB ), avaliados em R$ 207 mil; contratação emergencial de Intérprete de Libras; e convênio com a Associação Vale do Taquari, no Bairro Oriental, para repasse de R$ 64 mil.

De autoria do vereador Wermann, aprovado projeto que altera os loteamentos públicos. Os parâmetros foram alterados para os tipos A, B e C. Alterações foram aplicadas ao texto depois de audiência pública.

Por conta do Dia do Trabalho, comemorado em 1º de maio, os vereadores de Estrela voltam a se reunir no dia 8 de maio, às 18h30, no Plenário Bento Rodrigues da Rosa. NR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui