Instituto Butantan entrega 800 mil doses da CoronaVac a Ministério da Saúde

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0
Foto: Agência Brasil

O Instituto Butantan entregou na manhã desta quarta-feira (14) de 800 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Na quinta-feira, a previsão é de que sejam entregues mais 200 mil doses, totalizando um milhão de vacinas liberadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI). “Ao longo de agosto, vamos completar 100 milhões de doses, um mês antes do prazo contratado, que era 30 de setembro, complementando a totalidade do contrato do Butantan com o Ministério da Saúde. Nosso compromisso era concluir a entrega das vacinas contratadas, antecipamos em 30 dias e agora compramos vacinas para complementar o processo vacinal aqui em São Paulo”, disse o governador João Doria (PSDB), que acompanhou a entrega. Com as remessas desta quarta, as liberações chegam a 54,149 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Correio do Povo

Banco Central adia início da fase 2 do open banking para 13 de agosto

O Banco Central informou nesta quarta-feira (14) o adiamento do início da segunda fase do open banking, que estava prevista para começar na quinta-feira (15). A nova data é 13 de agosto. O open banking é um sistema de compartilhamento de dados, informações e serviços financeiros pelos clientes bancários em plataformas de tecnologia (somente mediante sua autorização), para que possam ter acesso a melhores taxas, prazos e serviços financeiros. A segunda fase do programa, que entraria em vigor na quinta, envolve o compartilhamento de dados cadastrais e transacionais de clientes, mediante seu prévio consentimento. G1

Moraes envia provas do inquérito das fake news à Justiça eleitoral

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), compartilhou as provas colhidas na investigação sobre as fake news e sobre os atos antidemocráticos, iniciada em 2019, para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os indícios de crime serão anexados aos processos que solicitam a cassação da chapa formada por Jair Bolsonaro e Hamílton Mourão, vencedora nas eleições presidenciais de 2018. Em 9 abril deste ano, Moraes prorrogou a investigação por três meses, prazo que expirou nesta semana. Em despacho enviado à Corte eleitoral, datado de 6 de julho, Moraes apenas avisa sobre o encaminhamento e sugere que o TSE tome as “providências cabíveis”. Essas duas investigações, abertas no Supremo ainda na época da gestão de Dias Toffoli como presidente da corte, já envolveram diretamente aliados do presidente Jair Bolsonaro. Correio do Povo

Furto de animais domésticos, castração e venda em sites é investigado em Canoas

A Polícia Civil investiga um esquema de furto de animais domésticos, castração irregular e posterior comercialização em sites de vendas online na Região Metropolitana de Porto Alegre. A apuração está sendo realizada pela equipe da 4ª DP de Canoas, sob comando da delegada Tatiana Barreira Bastos. A investigação começou há um mês com a denúncia de que a gatinha Ofélia foi levada da residência da tutora no bairro Mato Grande. “A gata foi subtraída quando ainda estava amamentando três filhotes, tendo sido castrada e submetida pela autora do fato a tomar medicamentos para secar o leite”, resumiu a titular da 4ª DP de Canoas. Correio do Povo

Papa Francisco deixa o hospital 10 dias após cirurgia

O Papa Francisco, de 84 anos, recebeu alta nesta quarta-feira (14) e deixou a Policlínica Universitária Agostino Gemelli 10 dias após passar por uma colectomia (cirurgia para retirar parte do cólon). Foi a primeira hospitalização do pontífice desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, em 2013. Imagens mostram o carro que transportava o papa parar antes de entrar no Vaticano. Francisco então desce, cumprimenta policiais e depois volta para o veículo. O Vaticano havia informado na segunda-feira (12) que Francisco permaneceria no hospital por mais alguns dias (sem especificar quantos), para ajustes na medicação e na reabilitação. G1

Assembleia aprova fim da pensão vitalícia de ex-governadores no Rio Grande do Sul

Os deputados aprovaram, por 49 votos favoráveis e um contrário – deputada Patrícia Alba (MDB), na noite desta terça-feira, o projeto que prevê o fim da concessão de pensões a ex-governadores e viúvas no Rio Grande do Sul. A proposta de Pedro Pereira (PSDB) buscou a revogação da lei nº 7.285, de 23 de julho de 1979, que trata da pensão vitalícia. O projeto ainda depende da sanção do governador Eduardo Leite. “São nove ex-governadores e quatro viúvas que recebem mensalmente, cada um, mais de R$ 32 mil e com direito ao 13° salário. É uma vergonha. Todos sem exceção recebem outras remunerações. São R$ 6 milhões, ao ano, que o estado gasta para bancar estes privilégios”, afirmou Pedro Pereira. “É uma oportunidade de mostrar quem é quem e quem está ao lado do povo ou não”. Pela atual legislação, o governador Eduardo Leite (PSDB) terá direito a um pensão pelo período de quatro anos ao deixar o cargo. Fonte: Correio do Povo

Produção e apresentação: Caroline Silva.
Próxima edição: hoje, às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui