Inter empata com o Corinthians e deixa escapar chance de ingressar no G-4 do Brasileiro

O time de Mano Menezes chegou a estar a frente do placar em duas oportunidades, porém, não conseguiu segurar a vantagem e cedeu o empate


0
Alan Patrick marcou pela primeira vez após voltar ao Inter (Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação)

O Internacional empatou a quarta partida seguida, na noite deste sábado (14). Pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Colorado recebeu no Beira-Rio o Corinthians, líder da competição. O time de Mano Menezes chegou a estar a frente do placar em duas oportunidades, porém, não conseguiu segurar a vantagem e cedeu o empate aos visitantes nas duas ocasiões. Marcaram para o Inter, Alan Patrick e Wanderson. Raul e Jô fizeram para o Corinthians. Final:Internacional 2×2 Corinthians.


Ouça os gols na narração de Ricardo Sander

 


Com o resultado, o Colorado ficou na 8ª colocação na tabela, com 9 pontos. O Inter volta a campo pelo Brasileirão no próximo sábado (21), às 21h, na Arena Pantanal, contra o Cuiabá.

Edenílson acusa jogador corinthiano de racismo

O capitão Colorado Edenílson registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia por injúria racial, ao final da partida. Conforme  Ed, o lateral-direito português Rafael Ramos do Corinthians, teria lhe chamado de “macaco” durante uma disputa de bola na segunda etapa. Ramos nega a acusação. O atacante Jô, ao final da partida, a firmou que o colega de equipe teria usado uma outra palavra, cuja  fonética assemelha-se com macaco, sem revelar a expressão. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.

Nota oficial

O Internacional divulgou uma nota oficial sobre o ocorrido. O comunicado diz o seguinte:

“Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado no futebol nacional. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Internacional. Na partida deste sábado (14/05), pelo Campeonato Brasileiro, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians.

É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta”. LF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui