Internado por covid, Paulo Gustavo inicia terapia por Oxigenação por Membrana Extracorpórea

Técnica funciona por meio de uma máquina, capaz de agir como um pulmão e um coração artificiais


0
Foto: Arquivo pessoal

Paulo Gustavo, internado com covid-19, apresentou piora da função pulmonar nesta sexta-feira (2). A assessoria explicou que, por “reajustes terapêuticos”, o artista evoluiu para terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea) na UTI. A técnica funciona por meio de uma máquina, capaz de agir como um pulmão e um coração artificiais para pacientes que estão com os órgãos comprometidos. De alta complexidade, a ECMO pode ser usada em pessoas de todas as idades, desde recém-nascidos até idosos. Por conta dos graves problemas respiratórios que a covid-19 traz, ela vem sendo muito utilizada nos hospitais.

A ECMO tem uma ação mais complexa em relação ao ventilador mecânico, que não substitui a função do pulmão, mas apenas fornece um fluxo de ar para o interior deles. Por outro lado, a técnica utilizada em Paulo Gustavo funciona como um pulmão adicional e possibilita que o paciente tenha tempo e condição clínica para se recuperar.

A técnica faz a circulação e a oxigenação artificiais do sangue por meio de uma máquina ligada ao paciente através de cateteres. O procedimento de alta complexidade é realizado em casos graves nos quais o paciente sofre comprometimento severo pulmonar ou circulatório, que poderiam levar a morte, aumentando as chances de sobrevida.

O tratamento por oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO), custa, em média, R$ 30 mil por dia e foi barrado de ser disponibilizado na rede pública, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O humorista está internado desde o dia 13 de março e precisou da espécie de “pulmão artificial”.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui