Israel abre investigação após tragédia no Monte Meron

Tumulto da madrugada de sexta-feira matou 45 pessoas durante uma peregrinação de judeus ortodoxos


0
Foto: AFP / Arquivo

A Controladoria do Estado de Israel anunciou nesta segunda-feira (3) a abertura de uma investigação sobre o tumulto da madrugada de sexta-feira que matou 45 pessoas durante uma peregrinação de judeus ortodoxos, enquanto o último funeral, de um jovem argentino, aconteceu durante a manhã.

A tragédia de 30 de abril “poderia ter sido evitada e agora temos o dever de determinar o que aconteceu”, afirmou Matanyahu Englman, titular da Controladoria, durante uma entrevista coletiva em que anunciou a abertura de uma “investigação especial”.

Responsável por supervisionar o funcionamento das instituições públicas, a Controladoria do Estado já havia alertado duas vezes, em 2008 e 2011, sobre as falhas nos equipamentos da área do Monte Meron (norte).

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui