Itália prende três pessoas por tragédia em teleférico que matou 14

Detidos disseram que o equipamento estava com problema há cerca de um mês e meio e eles falharam em evitar acidente


0
Itália prende 3 pessoas por tragédia em teleférico que matou 14 (Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA LOCAL/VIA AFP)

A Itália prendeu três pessoas nesta quarta-feira (26) envolvidas na trágica queda de uma cabine do teleférico de Stresa, localizado na região do Piemonte, no último domingo (23) e que causou a morte de 14 pessoas. Entre os detidos, está Luigi Nerini, gestor da empresa Ferrovia do Mottarone, que tinha a administração do teleférico, e o engenheiro Enrico Perocchio.

A Procuradoria de Verbânia descobriu durante as investigações que o freio de emergência, chamado de “garfo” e que fica na cabine, não foi ativado propositalmente para evitar que toda a estrutura do teleférico ficasse paralisada por muito tempo. As procuradoras Olimpia Bossi e Laura Carrera e o comandante provincial da Arma dos Carabineiros de Verbânia, tenente coronel Alberto Cicognani, informaram que os três detidos confirmaram a ação deliberada e disseram que o equipamento estava com problema há cerca de um mês e meio.

Como o sistema de freios de emergência não foi ativado no momento em que um dos cabos da estrutura se rompeu, a cabine acabou descendo a mais de 100km/h e, ao chegar no primeiro poste que segurava a estrutura, foi lançada ao ar por 54 metros, caindo próxima a um bosque após rolar no chão por alguns metros. Dos 15 passageiros a bordo, que eram de cinco famílias, apenas um menino de 5 anos sobreviveu. Eitan está em estado grave na UTI do hospital da Cidade da Saúde de Turim.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui