Japão deve perder milhões de doses de vacina por falta de seringa especial

Em vez das 72 milhões de pessoas que seriam imunizadas de acordo com a previsão inicial, a expectativa é que o alcance seja de 60 milhões.


0
Cada ampola do imunizante da Pfizer pode gerar seis doses se extraída com seringas especiais (Foto: Claudio Furlan/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo)

O Japão fez uma previsão no último ano de que imunizaria 72 milhões de pessoas contra a covid-19 com a vacina da Pfizer, mas hoje a ministra de saúde do país, Norihisa Tamura, disse ser improvável atingir este número por causa da falta de seringas adequadas para extrair o máximo de doses de cada frasco.

A vacina é despachada em ampolas indicadas inicialmente para conter cinco doses, mas seis delas podem ser obtidas com seringas especiais, chamadas de espaço morto baixo, que minimizam a quantidade de vacina que sobra na seringa após o uso.

O Japão, porém, disse não ter em grande quantidade o item necessário para o aproveitamento máximo de cada ampola. Desta maneira, em vez das 72 milhões de pessoas que seriam imunizadas de acordo com a previsão inicial, a expectativa é que o alcance seja de 60 milhões de pessoas.

“As seringas usadas no Japão só podem tirar cinco doses. Usaremos todas as seringas que temos que podem tirar seis doses, mas, é claro, não serão suficientes à medida que mais injeções forem administradas”, disse Tamura.

Segundo o jornal The Japan Times, o porta-voz do governo, Katsunobu Kato, disse no começo da semana que a sexta dose geralmente “será descartada” se não puder ser extraída. O governo ainda fez um pedido para que os fabricantes do país aumentem a produção das seringas especiais.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui