Jovem faz da própria casa abrigo para animais pecuários em Cruzeiro do Sul

Espaço acolhe 57 animais como cavalos, bois, vacas, ovelhas, coelhos e porcos; vagas para visitação estão lotadas até final do ano.


1
Santuário existe há seis meses e abriga 57 animais (Foto: Caroline Silva)

Após um longo período sem fazer o consumo de carne, há três, Luiza Willers (28) decidiu adotar o veganismo. Ela e a mãe excluíram de sua rotina produtos de origem animal — desde refeições até a forma de se vestir ou escolher cosméticos. Apaixonada por animais, a jovem costumava abrigar cães e gatos, mas ao se mudar para uma propriedade rural em Cruzeiro do Sul, soube que podia mais: criou o Santuário Amor que Salva.


ouça a reportagem

 


“Adotamos um bezerro da indústria leiteira com um ano de vida. Ao buscar leite para ele encontramos mais novilhos. Neste ano, resgatamos porcos e aves que seriam mortos”, lembra. Hoje, com seis meses de existência do projeto, o local abriga 57 animais de pequeno, médio e grande porte.

Conforme Luiza, além de resgatar esses animais abandonados, o intuito do santuário é conscientizar as pessoas sobre o consumo da carne e o sacrifício animal. “Queremos dizer que não precisa matar pra comer e mostrar que a essência de um porco, galinha, é a mesma de um cachorro, porque eles são muito dóceis e amáveis”, destaca.

O santuário é aberto para visitação do público nos finais de semana mediante agendamento, mas devido à grande procura, as vagas estão lotadas até o final do ano. Por enquanto, apenas Luiza e sua mãe são responsáveis pela alimentação e sustento dos animais. A jovem conta que em breve será criado um site e será possível os animais serem apadrinhados pelas pessoas.

Bezerro recebeu o nome de Francisco (Foto: Caroline Silva)

O projeto tem um perfil no Instagram e vaquinha online para quem quiser ajudar: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-o-santuario-amor-que-salva

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

 

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui