Juíza de direito de Arvorezinha alerta para tentativa de golpe

Ela esclarece que o Poder Judiciário do RS, via de regra, não fornece nem paga serviço de transporte ou de escolta.


0

Ante a existência de casos já registrados em outras Comarcas do Estado do Rio Grande do Sul, a Juíza de Direito Eveline Radaelli Buffon, Diretora do Foro da Comarca de Arvorezinha, alerta para eventual tentativa de “golpe” utilizando o nome do Poder Judiciário.

Segundo apurado, o falsário, passando-se por juiz, entra em contato com empresas, motoristas ou órgãos públicos a fim de obter serviço de transporte para si e para sua escolta, alegando que trabalhará na Comarca por tempo determinado. Nisso, agenda encontros e também solicita a devolução de valores que teria pago a maior, o que poderá resultar em estelionato ou outro crime mais grave, como sequestro.

A juíza informa que não há nenhum juiz destinado para trabalhar em Arvorezinha. Além disso, o Poder Judiciário do RS, via de regra, não fornece nem paga serviço de transporte ou de escolta: o deslocamento dos magistrados de primeiro grau nas suas Comarcas ocorre em seus veículos particulares; escoltas, por suas vezes, somente são concedidas em situações excepcionais, com risco comprovado, e são realizadas por órgão específico do Poder Judiciário.

Eventuais vítimas deverão procurar a Delegacia de Polícia Civil e registrar ocorrência policial. MS


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui