Julgamento da Kiss não deve se estender até o Natal, diz membro do TJRS

Sessão desta sexta começou com depoimento de funcionário que trabalhava na casa onde foram comprados fogos de artifício


0
Foto: Reprodução

O presidente do Conselho de Comunicação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, Antonio Vinicius Amaro da Silveira, afirmou nesta sexta-feira que o julgamento do caso da Boate Kiss não deve se estender até o Natal.

Em entrevista ao Correio do povo, pouco antes do recomeço do julgamento, ele acredita que as sessões devem “fluir” mais a partir de agora. “Não deve se estender até o Natal, mas se acontecer, em tese, seguirá sem pausa”, disse. Do lado de fora do local onde ocorre o julgamento, foi posto um banner com o rosto e o nome das vítimas no portão do Foro Central de Porto Alegre.

Os registros estão ao lado de um cartaz pedindo ajuda para as famílias e sobreviventes da tragédia poderem se manter durante o julgamento na Capital.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui