Júri da Kiss: interrogatórios dos réus continuam no 9º dia do julgamento

Luciano Bonilha Leão, técnico de som da Gurizada Fandangueira e apontado como o responsável pela aquisição do artefato pirotécnico que iniciou o incêndio, é o primeiro


0
Kiko Spohr, um dos donos da boate Kiss, fala se dirigindo aos jurados e familiares; ao fundo, Marcelo de Jesus se emociona (Foto: Juliano Verardi / IMPRENSA TJRS)

O julgamento dos quatro réus no processo pelo incêndio da boate Kiss continua nesta quinta-feira (9), no Foro Central, em Porto Alegre, com os interrogatórios dos outros três acusados. Elissandro Spohr, sócio da casa noturna, já foi ouvido pelo juiz Orlando Faccini Neto nesta quarta (8).

Luciano Bonilha Leão, técnico de som da Gurizada Fandangueira e apontado como o responsável pela aquisição do artefato pirotécnico que iniciou o incêndio, é o primeiro.

Ele deve ser interrogado a partir das 9h. Na sequência, Mauro Londero Hoffmann, sócio de Kiko na boate, responderá ao terceiro interrogatório. E Marcelo de Jesus dos Santos, vocalista do grupo e responsável por iniciar o fogo na casa noturna, é o último.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui