Júri popular do Caso Rafael inicia nesta segunda-feira em Planalto

Ré Alexandra Salete Dougokenski será julgada pela morte do filho Rafael Mateus Winques, então com 11 anos


0
Foto: Mauro Schaefer

Com previsão de quatro dias de duração, começa nesta segunda-feira, em Planalto, região Norte do Estado, o julgamento de Alexandra Dougokenski, acusada de matar o próprio filho, Rafael Mateus Winques, de 11 anos. O crime, que chocou a pequena cidade de pouco mais de 10 mil habitantes, ocorreu em maio de 2020. O júri popular, composto por sete jurados pertencentes à própria comunidade, terá início dos trabalhos às 9h30.

No primeiro dia, após decidir sobre eventuais questões de ordem, dispensa de jurados e demais pedidos formulados pela acusação e pela defesa, a juíza Marilene Parizotto Campagna verificará a urna que deve conter as cédulas dos 25 jurados sorteados, fazendo com que o escrivão realize a chamada deles.

Depois disso, ocorre o sorteio dos sete jurados que irão compor o conselho de sentença do Tribunal do Júri. A defesa e o Ministério Público, nesta ordem, poderão recusar os jurados sorteados, até três de cada parte, sem motivar a recusa. Formado o conselho de sentença com os sete jurados, cada um deles receberá cópias da decisão que levou a ré ao júri ou, se for o caso, das decisões posteriores que julgaram admissível a acusação e do relatório do processo.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui