Justiça determina soltura de ladrão de veículos que atuava em Lajeado

Indivíduo havia sido capturado durante a Operação Carcará, desencadeada pela Draco na quarta-feira (12).


5

Um homem apontado como o autor de ao menos três roubos de veículos ocorridos em Lajeado foi solto do sistema prisional menos de 48h depois de ser preso. O indivíduo havia sido capturado na manhã da última quarta-feira (12), durante as ações da Operação Carcará. As investigações da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) identificaram ele como responsável por três roubos de automóveis registrados no município durante o último mês.

Os agentes policiais localizaram o criminoso na residência dele, em Estrela. Junto também foram apreendidas as roupas e a armas de fogo utilizadas nos crimes. Após os encaminhamentos de praxe, o assaltante chegou a ser recolhido ao presídio, mas foi solto na noite desta quinta-feira (13), após decisão da Justiça de Lajeado. Conforme explicou o delegado titular da Draco, Dinarte Marshall Júnior, o investigado costumava escolher vítimas mais frágeis. Nos três casos os veículos foram roubados de mulheres.

Em contato com a reportagem da Rádio Independente, o juiz Rodrigo de Azevedo Bortoli disse entender que o homem preso não tem ligação direta com a ação delituosa. O magistrado não irá conceder entrevista sobre o caso.

SAIBA MAIS: “Vamos dar uma freada nesses crimes”, diz delegado sobre roubo de veículos e cargas na região

Os roubos

Em 23 de julho, no Bairro Moinhos, em Lajeado, foi subtraído um veículo Crossfox. Uma mulher saía do escritório em que trabalha e ates de adentrar no veículo foi abordada pelo criminoso armado, que levou o carro.

No dia 29 de julho, no Bairro Olarias, foi roubado um Cruze. A vítima também chegava para o trabalho quando foi rendida pelo criminoso armado, instantes após ter estacionado o automóvel, o qual foi levado.

O terceiro caso ocorreu no dia 5 de agosto, no Bairro Americano. Foi levado um Fiat Uno, também quando a proprietária chegava em seu local de trabalho. Nessa ação, o criminoso arrancou a vítima do carro, tendo ambos entrado em luta corporal. Ainda com a arma em punho, antes de sair com o automóvel, o criminoso agrediu e jogou a vítima ao solo. AD/MS

5 Comentários

  1. No minimo a “Justiça” esta ganhando comissão pelos roubos.
    É o fim mesmo, não temos justiça a favor do cidadão de bem, que paga tudo certinho, das pessoas, dos comerciantes e empresários. O mundo ta virado, por isso cada vez mais as pessoas fazem justiça com as próprias mãos. Revoltante

    • estranho o fato ,se todas as mulheres que foram vítimas conseguirem identificar o cara e mesmo assim o juiz manda soltar ,a polícia civil fez o seu trabalho ,aonde tá o erro .confesso que já não acreditava na justiça ,mas com fato assim eu só confirmo .

  2. Divulguem o nome do Juiz/Juíza, pois esses serão responsáveis pela morte de algum cidadão de bem, vitima deste bandido, que pode ser eu ou qualquer outra pessoa que esta lendo esta matéria.
    Não consigo acreditar mais na justiça, numa justiça que da privilégios a bandidos.

  3. parabéns ao juiz Rodrigo de Azevedo Bortolini ,com todas as provas encontrada na casa do autor ,armas ,roupas usadas nos crimes ,mandou o ladrão pra casa .aplauso ao magistrado .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui