Justiça deve condenar o suspeito de praticar o estupro e responsabilizar aqueles que expuseram a identidade e outros dados pessoais da criança

Em Lajeado, no ano passado, pelo menos 64 casos de violência sexual foram registrados pelos órgãos de saúde. No Estado do RS foram mais de 3.200.


0

A realidade não está longe

Tirando Covid e Bolsonaro, que sempre rendem, a notícia mais comentada dos últimos dias foi da menina de 10 anos submetida a um aborto por ter engravidado após ser estuprada por um tio, na cidade de São Mateus (ES). Cumprida a lei que garante o aborto legal e seguro em casos como esse, a Justiça ainda tem pelo menos duas tarefas pendentes no caso: condenar o suspeito de praticar os abusos e responsabilizar aqueles que expuseram a identidade e outros dados pessoais da criança nas redes sociais. O tema é polêmico, ainda mais quando se fala em aborto. Mas é uma realidade presente em nosso meio. Indicadores apontam que pelo menos seis jovens/crianças são submetidas a abortos diariamente, de forma legal ou ilegal, no Brasil. Também é preciso considerar o número expressivo de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes, meninas e meninos, e que em sua maioria são praticados por pessoas próximas. Em Lajeado, no ano passado, pelo menos 64 casos foram registrados pelos órgãos de saúde. No Estado do RS foram mais de 3.200.


Vice do PSB

Faltando pouco mais de 30 dias para o início da campanha, o PSB de Lajeado articula para definir o candidato a vice do pré-candidato Daniel Fontana. Os nomes do advogado Fábio Gisch e do jovem Felipe Klaus foram divulgados nos bastidores. Mas essa semana surgiu uma novidade. O empresário Leodir Degasperi, filiado ao Democratas, foi convidado para participar do projeto. O que chama atenção é que Degasperi não participou do seu espaço comercial em rádio nesta semana. Além de Degasperi, a ex-secretária do Meio Ambiente, Simone Schneider e seu marido Marco Hinterholtz, estão participando diretamente na articulação da campanha. Simone também é nome lembrado para concorrer a vice.


Dilema

O advogado Fábio Gisch, um dos poucos com especialização na área do direito eleitoral na região, vive um dilema. Apresentado como opção para vice de Daniel Fontana (PSB), Gisch, se concorrer, terá que abrir mão do trabalho de assessoria jurídica que já presta em prefeituras e câmaras de vereadores e não poderá dedicar-se ao trabalho de orientação como advogado eleitoral, ramo que domina e goza de grande prestígio. Fabio pediu mais uns dias para dar a palavra final. Hoje está mais propenso a ser apenas o advogado da campanha abrindo mão do cargo de vice.


Definido

Em Progresso foram oficializados como pré-candidatos o atual prefeito Gilberto Constantin (PDT), o “Tigrão”, que vai a reeleição, com Valmir Girardi (PTB) a vice. O ato contou com a presença do coordenador regional do PDT, José Scorsatto e os presidentes locais do PDT, Italeo Ferla e do PTB, Sidnei Broilo.


Curtas
** O Vale do Taquari entra na bandeira vermelha, mas as restrições já não são tão rígidas. Comércio e prestadores de serviços poderão trabalhar normalmente.
** Não é somente a mudança de horário das sessões da Câmara de Vereadores de Lajeado que levaria o público a assistir as sessões. O projeto foi rejeitado esta semana. Se quiserem público, os vereadores terão que se reinventar. O modelo é ultrapassado.
** Partidos, em várias cidades da região, ainda procuram por candidatos.
** Candidatos desesperados procuram por profissionais do direito, contabilidade e marketing, tripé essencial na eleição. O mercado está escasso de profissionais que queiram atuar em política.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui