Justiça indefere pedido de entidades e mantém aulas presenciais no Rio Grande do Sul

Nova reunião de mediação ocorrerá na tarde desta quarta para tentar acordo sobre o tema


0
Foto: Ilustrativa

A juíza Cristina Marchezan, da 1ª vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, indeferiu nesta quarta-feira o pedido de diversas entidades, entre elas a Associação Mães e Pais pela Democracia e o Cpers, e manteve a realização das aulas presenciais em todo o Rio Grande do Sul. A magistrada considerou que não houve mudanças significativas nos critérios do mapa do Distanciamento Controlado do governo do Estado. Nesta quarta-feira à tarde haverá uma nova reunião de mediação do Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc) do Tribunal de Justiça envolvendo as partes. Além do encontro para tratar do tema, uma ação do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre ainda não foi apreciada. A Justiça irá intimar o município para se manifestar sobre o pedido de suspensão das classes presenciais. Fonte: Correio do Povo

INSS antecipa 13º dos aposentados em duas parcelas; veja o calendário de pagamentos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar no dia 25 de maio a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento, que em geral costuma ocorrer em julho, foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus. As parcelas do 13º serão pagas junto com o benefício de cada mês. Para aqueles que recebem até 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 25 de maio e 8 de junho, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador. Já a segunda parcela será paga entre 24 de junho e 7 de julho. Fonte: G1

Com plano de reabertura e vacinação, França se prepara para retomada do turismo

O anúncio da reabertura progressiva da França anima o setor do turismo no país mais visitado do mundo. Na medida em que vacinação contra o coronavírus avança na Europa, hotéis, restaurantes, museus e outras atrações devem voltar a abrir as portas no fim de junho, quando as restrições de horários de deslocamento e funcionamento deverão ser derrubadas. O plano do presidente Emmanuel Macron prevê quatro etapas, que serão atingidas se os números de contaminações e mortes continuarem a baixar. A última é planejada para 30 de junho, início do verão europeu, com a reabertura quase completa do país – apenas boates e casas de espetáculos permaneceriam fechados. Os restaurantes estão fechados há cinco meses em todo o país e as atrações de lazer, desde novembro. Fonte: G1

Bolsonaro chama de ‘canalha’ quem é contra tratamento precoce para a Covid

O presidente Jair Bolsonaro chamou nesta quarta-feira (5) de “canalha” quem é contra o chamado tratamento precoce contra a Covid-19, com uso de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, substâncias com ineficácia cientificamente comprovada para a doença. A promoção do tratamento precoce é um dos alvos da CPI da Covid, que ocorre no Senado e tem o objetivo de investigar as ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia, além do repasse de recursos federais a estados. O tema foi abordado durante o depoimento do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta à CPI, na terça. Bolsonaro sempre defendeu o chamado tratamento precoce e afirma que se curou da Covid-19 graças ao uso da hidroxicloroquina. O comentário do presidente nesta quarta foi feito durante comentário sobre a CPI da Covid. Fonte: G1

Contas de Trump no Facebook e Instagram permanecem suspensas, mas decisão final será das redes sociais, diz comitê

O Comitê de Supervisão do Facebook anunciou nesta quarta-feira (5) que o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, continuará com seus perfis suspensos na rede social e no Instagram. As contas de Trump estão restritas desde o dia 7 de janeiro, um dia depois de seus apoiadores invadirem o Capitólio – ação que resultou na morte de 5 pessoas. O Facebook direcionou a determinação sobre a suspensão das contas para o seu conselho que decide sobre conteúdos, mas o grupo se recusou dar o veredito. De acordo com o órgão, uma suspensão “indefinida” não faz parte das políticas da empresa, o que demonstra arbitrariedade e falta de critérios. A rede social precisará revisar o caso para “determinar a justificar uma resposta proporcional” em um prazo de seis meses. Fonte: G1

Produção e apresentação: Caroline Silva
Próxima edição: hoje, às 18h

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui