Justiça proíbe prefeitura de Porto Alegre de distribuir o chamado Kit Covid

O município poderá distribuir os medicamentos para as demais doenças


1
Foto: Ricardo Giusti

A Justiça decidiu, em ação movida pela oposição, proibir a distribuição do kit para “tratamento precoce” da Covid-19 em Porto Alegre. Segundo a decisão, a suspensão deve ser mantida “enquanto não existirem evidências robustas, baseadas em pesquisas clínicas e reconhecidas pela comunidade científica, da eficácia deles para o tratamento precoce da patologia”.

De acordo com o juiz, Eugenio Couto Terra, o município pode distribuir os medicamentos “para as demais doenças em que possuem indicação de tratamento”. A decisão derruba Nota Técnica da Secretaria de Saúde que autorizou o recebimento e distribuição dos medicamentos como tratamento precoce da Covid-19. “O bolsonarismo de Sebastião Melo foi derrotado na Justiça”, disse Robero Robaina (PSol), um dos autores da ação. A Procuradoria-Geral do Município informou que não foi notificada e que analisará a decisão oportunamente.

Fonte: Correio do Povo

1 comentário

  1. Tomara que a prefeitura de Porto Alegre consiga reverter essa primeira decisão judicial. Os que perderam a eleição desejam que pessoas morram sem tratamento algum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui