Foto: Divulgação

A lagarta é o primeiro estágio da fase das borboletas e das mariposas que colocam os ovos e daí nascem. E no seu desenvolvimento mudam de pele de 4 a 8 vezes. Os insetos têm seis patas e as larvas também. No caso das borboletas e mariposas algumas podem ter até dez pernas extras não verdadeiras que desaparecem na fase adulta.


ouça

 


A maioria das lagartas sem pelo é de borboletas. Enquanto as peludas são na maioria de mariposas. Uma característica marcante delas é que a borboleta pousa com as asas fechadas enquanto as mariposas pousam de asas abertas (como avião). Outra as lagartas das borboletas quase sempre tem cores verde e marrom para se esconderem entre as folhagens para escapar dos predadores.

Outras características em média, pois depende da cada espécie: colocam em média 100 ovos agrupados nas plantas, nascem de 3 a 5 dias depois e vivem como lagartas de 15 a 30 dias, empupam de 10 a 12 dias nascendo à nova borboleta ou mariposa. O ciclo completo fica um pouco mais de 30 dias.

A vida adulta dura entre 15 a 20 dias. A maioria causa estrago na fase de lagartas quando atacam as plantas. Por exemplo, a “mede-palmo” pode comer diariamente o triplo de seu peso.

Mas no caso do bicho da seda são de grande utilidade produzindo o fio de seda. Outras são comestíveis como o “gusano” no México vendido em latinhas industrializadas. Muitas borboletas e mariposas fazem a polinização sendo muito úteis.

Outras são venenosas e causam sérios problemas quando tocados. As mais conhecidas são a “taturana” “Lonomia sp”. Tem outra peluda conhecida como taturana gatinho “Podalia sp” também é dolorida e provoca a íngua.

Há ainda comportamentos interessantes de algumas delas: a lagarta “processionária” leva este nome por que anda sempre em procissão uma atrás das outras. Deixam o feronômio e um fio de ceda para encontrar o caminho da volta. Escondem-se de dia e andam a noite para escapar dos predadores. Ela ao ser tocada queima e irrita a pele.

Algumas tecem teias para se protegerem dos predadores durante o dia e saem à noite para causarem estrago. Nesta época a “lagarta das palmeiras” “Brassolis sp”esta atacando fortes as palmeiras e coqueiros. Outras são tão pequenas que cavam tuneis nas folhas desenhando mapas característicos.

Há ainda aquelas que retiram venenos das plantas que comem como cianeto, e ao serem atacadas vomitam o veneno no predador. Por isto é preciso saber qual a lagarta esta atacando e como ela age para se ter bom resultado no controle.

Pesquisadores chegaram à conclusão que os insetos se comunicam com outras gerações se no solo apareceram sinais que ali já estiveram anteriormente. Multiplica-se em menor número para poderem sobreviver.

Esta diversidade toda dificulta seu controle e é preciso ter atenção no que vai usar para combater. Se for agrotóxico só com receituário agronômico. Mas vamos dar dicas de controle alternativo e o uso de produtos orgânicos.

Plantas repelentes: o uso de plantar nos canteiros ou colocar vasos com estas plantas ajudam no controle de pragas, citronela, cravo de defunto, alecrim, hortelã, artemísia, salvia, tomilho, gerânio, manjericão e coentro.

Catar e esmagar: as lagartas ou ainda olhar as folhas principalmente por baixo e se encontrar ovos passar o dedo para destruí-los.

Plantas atraentes ou armadilhas: rúcula e couve que são ótimos atrativos para colocação de ovos e fazer vistorias seguidas esmagando-os. Também ali aparecem as primeiras lagartas.

Produtos orgânicos: BT Bacillus truringiensis aplicado conforme as recomendações mata a maioria das lagartas. Depois de ingerirem param de comer e morrem em 72 horas.

Uso de óleo de Nim nas lagartas, mas cuidado para não matar insetos úteis também.

Fungo “Verticillium” para aplicar nas plantas (Vertirril). Também as lagartas comem e morrem depois de um tempo, mas já sem se alimentar.

“Baculovirus anticarsia” causa doença nas lagartas e pode ser multiplicado a partir de outras lagartas doentes.

Parasitoides: como o “Trichogramma sp” parasita os ovos das mariposas e borboletas. Compram-se cartelas para aplicação.

Produtos alternativos: que podem ser feitos, desde que sigam o passo a passo para dar certo.

Consulte a orientação técnica. Extrato de fumo, Extrato de flores de piretro e o Ácido pirolenhoso feito da queima da madeira para carvão.

Importante: para aplicação de forma correta procure orientação técnica. Agrotóxico só com receituário agronômico e seguindo as orientações repassadas.

4 Comentários

  1. Está incorreta a informação sobre lagartas. Na verdade as lagartas com pelo viram borboletas e as lagartas sem pelo viram mariposas. Sou bióloga e faço pesquisas com lepdopteras.

    • Olá, tenho um coqueiro no meu quintal em São Paulo Capital, ele era pequeno ficou lindo e vistoso, mas agora as lagartas comeram todas as folhas, comeram tudo, meu quintal ‘ficou lotados delas, por. Todos os lados, tinha medo delas caírem em mim, nasceram algumas borboletas marron, mas elas não chegam a voar, percebi que morrem, o. Que será que acontece, não sei se vou mandar tirar esse coqueiro porque não aguento as lagartas,. Obrigada

  2. Olá, tenho um coqueiro no meu quintal em São Paulo Capital, ele era pequeno ficou lindo e vistoso, mas agora as lagartas comeram todas as folhas, comeram tudo, meu quintal ‘ficou lotados delas, por. Todos os lados, tinha medo delas caírem em mim, nasceram algumas borboletas marron, mas elas não chegam a voar, percebi que morrem, o. Que será que acontece, não sei se vou mandar tirar esse coqueiro porque não aguento as lagartas,. Obrigada

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui