Lajeadense confia liberação de veículo para conserto e posteriormente procura polícia para relatar o furto

Na tarde da segunda-feira (3), o proprietário encontrou o automóvel escondido em um “puxado” fechado com lona


0

Uma declaração de furto de veículo, tendo como fato complementar estelionato, passa a ser investigado pela Polícia Civil.

A vítima procurou a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e relatou que o seu veículo estava com problema mecânico e impossibilitado de trafegar. Há cerca de um mês o pastor da igreja que o comunicante frequenta se prontificou a levar o carro para o conserto, em um mecânico com preço justo e com a possibilidade de pagamento parcelado. Por confiar no homem, o proprietário aceitou.

O carro, um Honda Civic, foi guinchado no pátio da casa do dono, no Bairro Carneiros, quando este não estava presente. Passadas cerca de duas semanas o comunicante foi até a casa do religioso, em Cruzeiro do Sul. Neste local, a esposa do pastor relatou que o carro havia ficado cinco dias no pátio de sua moradia e dali foi levado, também a bordo de um guincho, não sabendo precisar para onde.

Posteriormente, o dono descobriu que o Civic havia sido levado até a cidade de Taquari, num local que serve com desmanche de veículos, às margens da rodovia Aleixo Rocha. Na tarde da segunda-feira (3), o proprietário foi até o local e encontrou o automóvel escondido em um “puxado” fechado com lona. O proprietário do local relatou que o seu irmão havia comprado o carro e se recusou a entregá-lo sem um mandado de busca e apreensão.

Diante dos fatos o proprietário procurou a Polícia, que passou a apurar os fatos.///MS


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui