Lajeadense é morta a facadas em Sydney, na Austrália

Daiane, que era moradora do Bairro Campestre, mudou-se para a Austrália do Brasil com o marido no final de 2016 e estudava enfermagem em período parcial.


0
Foto: Reprodução/Facebook

Uma mulher natural de Lajeado foi esfaqueada até a morte em Oatlands no noroeste de Sydney, na Austrália, nesta segunda-feira (3). As primeiras informações chegaram à Rádio Independente através de amigos da vítima e foram confirmadas com a notícia publicada no portal news.com.au.

Conforme o referido portal de notícias, Daiane Pelegrini (33) estava com um homem que ela havia começado a namorar recentemente quando foi supostamente confrontada dentro de sua casa, por volta das 16h. Os paramédicos socorreram a vítima e a encaminharam para o Hospital em uma condição crítica. Ela morreu mais tarde.

A polícia prendeu David Tran (25) no local. O homem conhecido por Daiane foi levado para a Delegacia de Granville. O indivíduo foi submetido a uma avaliação de saúde mental e a um teste de Covid-19 antes de ser levado para a delegacia.

A lajeadense teria uma filha de 8 anos, mas a criança estava com o marido, Marcelo Antunes de Ataide, de quem ela havia se separado há algumas semanas.

Daiane, que era moradora do Bairro Campestre, mudou-se para a Austrália do Brasil com o marido no final de 2016 e estudava enfermagem em período parcial. Ela também trabalhou como cuidadora de pessoas com Alzheimer.

Antunes de Ataide, disse que a ex-companheira já havia se queixado de um homem que continuava aparecendo em sua residência.

Ainda não há informações de como a família, no Brasil, procederá quanto ao corpo da vítima. MS/news.com.au


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui