Lajeado agora tem um ponto acessível ao público para a recarga de veículos elétricos

O eletroponto instalado na Academia Supinus, em parceria com a Valência Energia Sustentável, possibilita uma recarga rápida para o condutor poder seguir viagem


0
Engenheiro eletricista e sócio da Valência, Thiago Lemes de Sá (Foto: Tiago Silva)

Uma parceria entre a Valência Energia Sustentável e a Academia Supinus possibilitou a instalação de um ponto de recarga para carros elétricos na sede da academia, localizada no Bairro Universitário, em Lajeado. Em participação no Troca de Ideias desta quinta-feira (9), o engenheiro eletricista e sócio da Valência Thiago Lemes de Sá detalhou como funciona o eletroponto, uma ideia de ampliar a eficiência energética.

Para ele, “a gente tem que fazer ações agora visando o futuro”, já que “é realmente uma tendência os carros elétricos no mundo inteiro”, afirma. “A nossa missão, como Valencia, é promover soluções energéticas sustentáveis para que as pessoas tenham maior qualidade de vida”, destaca.

Conforme Lemes de Sá, Lajeado e região não tinham um ponto de recarda acessível ao público. “Para que os carros elétricos consigam percorrer as nossas estradas, a gente vai ter que ter pontos específicos devido à autonomia desses veículos. Por isso é muito importante que a gente comece iniciando e promovendo os postes de carregamento para veículos elétricos”, ressalta.

O engenheiro explica que os veículos elétricos têm potências diferentes, e os carregadores estão relacionados à potencia e ao tempo de recarga. Os eletropontos objetivam dar uma carga mais rápida do que se fosse simplesmente conectado à tomada. “A ideia de ter carregadores mais rápidos é para o condutor acessar e seguir viagem”, conta.

Lemes de Sá detalha que a autonomia elétrica é de 40 a 50 quilowatt por hora de recarga. Em relação a custos, são de R$ 40 a R$ 60 para percorer os 300 km de média de autonomia dos veículos elétricos.

No entendimento do engenheiro, o crescimento da eletromobilidade é irreversível, um caminho sem volta. Ele cita que a expectativa é de crescimento de 66% para 2022, chegando a 28 mil veículos elétricos até o final do ano que vem no Brasil.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui