Lajeado estuda implementação de lombadas eletrônicas

Diretor do Departamento de Trânsito de Lajeado, Carlos Kayser, já se reuniu com representantes da Kopp. Empresa teve equipamentos no municípios durante dez anos.


1
Foto: Kainan Oliveira

Foi sinalizado pelo Departamento de Trânsito de Lajeado um grande buraco que causou danos em alguns veículos na manhã desta quarta-feira (26), no bairro Alto do Parque. Pelo menos três carros tiveram pneus furados com o buraco na avenida Alberto Müller.

Foto: Nícolas Horn

Segundo o Diretor de Trânsito de Lajeado, Carlos Kayser, a via sofreu com um vazamento de água, que foi consertado pela Corsan, que não fechou o mesmo. Ele cita que existem mais pontos no município com este mesmo problema.

Kayser frisa que as fortes chuvas fizeram com que a situação fosse agravada. Alguns postes foram danificados e com isso as sinaleiras tiveram seu funcionamento interrompido. O diretor comentou ainda que normalmente existe um trabalho conjunto entre a prefeitura, corsan e RGE para consertos que envolvem o fluxo de trânsito.


Saiba mais: Buraco causa danos em três veículos na Av. Alberto Müller em Lajeado



Avenida Senador Alberto Pasqualini

Quanto ao congestionamento causado na avenida na parte final da tarde (após 17h), o diretor explica que não existem grandes alternativas, e que o motorista precisa ter paciência para enfrentar o trânsito. “São muitos veículos, então teremos que ter um pouco de paciência”, destaca.


ouça a entrevista



Estacionamento Rotativo

Kayser destacou que já foram realizadas reuniões para melhoras no estacionamento rotativo de Lajeado. Segundo ele, a população clama por melhorias, principalmente nas áreas comerciais de Lajeado, onde, às vezes, não há uma rotatividade entre os automóveis.

“Acredito que algumas alterações podem ser feitas. Uma das grandes reclamações é a falta de cobradores, o que resulta em um alto número de avisos de irregularidades”, destaca. A situação apresentou melhoras com os parquímetros instalados em 2016. A venda de crédito por lojas também resultaram em menos reclamações, mas Kayser relata que é um ponto que ainda precisa ser trabalhado.


Pardais em Lajeado

O Departamento de Trânsito estuda a implantação de lombadas eletrônicas para substituir quebra-molas em alguns trechos. Kayser já se reuniu com a Câmara de Vereadores para discutir o assunto, tendo em vista que são mais de 200 pedidos da população por quebra-molas e faixas elevadas.

De acordo com Kayser, cada lombada custa em torno de R$ 2,8 mil por mês de aluguel. O preço inclui toda a manutenção necessária. O diretor já se reuniu com representantes da empresa Kopp, que já prestou serviços em Lajeado. A cidade chegou a contar com 50 aparelhos entre 2001 e 2011.

Resultado de imagem para faixa elevada lajeado
Segundo Kayser são mais de 200 pedidos por quebra-molas e faixas elevadas.

Naquele último ano, o TCE passou a questionar a forma de pagamento efetivados pelos municípios à empresa, após reportagem exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, tornar público um esquema da máfia das multas e das lombadas eletrônicas dos chamados “pardais”.

Kayser já projeta ao menos dois pontos para instalação dos aparelhos. Ele comenta também que alguns quebra-molas são instalados nas vias municipais sem que hajam estudos técnicos. Fluxo e índice de acidentes são levados em conta para instalação dos mesmos.

“Se a gente futuramente conseguir fazer um convênio ou algum contrato com a Kopp referente a lombadas eletrônicas, a gente pode rever o caso. Até lá, temos que fazer alguma coisa”, destaca.

Ele afirmou que uma faixa elevada será instalada em frente a Escola Érico Veríssimo, tendo em vista que a velocidade dos veículos é elevada em direção ao Centro de Lajeado. KO

1 comentário

  1. Aquela velha prática de pagar comissão sobre o valor das multas. Lajeado regride a olhos vistos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui