Lajeado inaugura centro de referência para doação de roupas e calçados

Espaço Vestir&Ser foi aberto oficialmente na manhã desta quinta-feira (15), no centro do município


2
Foto: Júlio César Lenhard

Um espaço que impressiona pela amplitude e pela organização. É consenso de quem esteve conhecendo, na manhã desta quinta-feira (15), o recém-inaugurado Centro de Referência Vestir&Ser. O novo espaço, que faz parte da agora chamada Secretaria de Desenvolvimento Social de Lajeado, disponibiliza peças de roupa e calçados usados para as famílias que necessitam, e também recebe doações.


OUÇA A REPORTAGEM 

 


A coordenadora do Cras Espaço da Cidadania, Fátima Luciane Leal Machado, cita que é um trabalho feito por toda uma equipe, e lembra que vai existem peças em boas condições, além de ter à disposição oficinas de trabalho, como por exemplo de costura para quem se interessar. “É a realização de um desejo antigo, depois de muito trabalho, e queremos receber bem as pessoas por aqui, que sejam atendidas como merecem”, afirma a coordenadora.

Ana Letícia foi a primeira moradora de Lajeado a usufruir do local. Ela disse ter se impressionado pela organização e pela beleza do espaço. “Tudo muito organizado. Estou pegando roupas para minha filha, a pequena Maitê, e o lugar é muito espaçoso, além de ter muitas opções”, explica.

O prefeito da cidade, Marcelo Caumo, afirma que Lajeado é a cidade de todos, e que o intuito é receber bem as pessoas e o espaço ser um modelo de sucesso. “Desde quando tivermos a ideia, queríamos fazer algo bem feito e digno para receber a todos que possam usufruir deste material, além das oficinas que vão produzir para nossa comunidade vários bons profissionais no futuro, e já estamos sonhando com parcerias para que isso possa acontecer também”, afirma o chefe do Executivo.

A vice-prefeita de Lajeado, Gláucia Schumacher, salienta que tudo começou durante as cheias do Rio Taquari que assolaram o município. “Não me esqueço quando o prefeito me ligou dizendo para eu vir até o Parque do Imigrante, pois as doações eram muitas e não sabíamos sequer aonde depositar. Aí começou a ideia de fazer um espaço como esse, me emociono ao ver pronto e tão bonito”, afirma Gláucia.

O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 a 16h45. Na sexta-feira o funcionamento é das 8h às 14h. Tanto para doar quanto para receber, estão disponíveis roupas (masculinas, femininas e infantis), calçados, meias, cobertores, roupas de cama, brinquedos e acessórios.

O recebimento de doações por parte da comunidade: apenas nas sextas-feiras, das 8h às 14h. As peças a serem doadas serão selecionadas de modo que apenas aquelas em boas condições fiquem no local. Não serão aceitas peças ou materiais estragados e sem condições de uso.

A retirada de peças por parte de famílias em situação de vulnerabilidade social ocorre apenas nas quartas-feiras, das 8h às 11h30. Para ter direito a receber peças, as famílias interessadas deverão buscar por um primeiro atendimento no Cras para receber um comprovante que dá direito ao recebimento.

Segundas, terças e quintas-feiras ficarão reservadas para oficinas de costura e customização oferecidas às famílias acompanhadas nos serviços da assistência social. Além disso, durante a semana também será feita a organização e lavagem das peças.

 

2 Comentários

  1. Muito bacana a iniciativa! Parabéns aos idealizadores. Faltou só informar onde as doações podem ser feitas.

  2. Muito bacana a iniciativa, parabéns aos envolvidos. Mas faltou dizer onde as doações devem ser entregues.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui