Lajeado inclui Pessoas com Deficiência Permanente na vacinação contra a Covid-19 a partir de segunda-feira

A imunização será disponibilizada no Parque do Imigrante, exclusivamente no modo drive-thru; e no Auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas)


0
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A partir da próxima segunda-feira (31), um novo grupo será incluído na prioridade da vacinação contra a Covid-19 em Lajeado: as Pessoas com Deficiência Permanente (PCD). A vacinação deste público será feita mediante documento comprobatório, seja laudo médico, cartões de gratuidade de transporte público, documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que comprove a especificidade. A imunização será disponibilizada no Parque do Imigrante, exclusivamente no modo drive-thru; e no Auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas). Em ambos os locais, o atendimento será das 8h às 14h, sem fechar ao meio dia.

Em casos em que o indivíduo não possua um documento comprobatório, será aceita uma autodeclaração. Importante salientar que a responsabilidade da autodeclaração é exclusivamente do indivíduo, e em caso de inveracidade, o ato será configurado como crime de falsidade ideológica.

Serão considerados indivíduos com deficiência permanente aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:

– Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;

– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo;

– Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar mesmo com uso de óculos;

– Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

Além deste novo público, os grupos prioritários que já fazem parte do Plano de Vacinação contra a Covid-19 podem continuar buscando os pontos de vacinação. Confira abaixo os grupos que podem se vacinar em Lajeado.

A partir de segunda, também poderão se vacinar trabalhadores do transporte portuário (que atuam em portos) ou aéreo (que atuem em aeroportos, como pilotos ou aeromoças).

Importante: Neste sábado, 29/05, em razão do Dia D de Vacinação Contra a Gripe (Clique aqui para ver) não irá ocorrer a vacinação contra a Covid. A vacinação contra a Covid-19 volta a ocorrer normalmente na segunda-feira, com a inclusão dos PCDs.

Quem pode se vacinar:

– Pessoas com síndrome de Down maiores de 18 anos.

– BPCs (pessoas com doenças incapacitantes que estão cadastradas no sistema do Benefício de Prestação Continuada – BPC) com 18 anos ou mais. Apresentar documento de identificação e comprovante de inscrição no sistema. Estas pessoas devem buscar se vacinar preferencialmente no auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas).

– Pessoas com as comorbidades da lista abaixo com 18 anos ou mais: apresentar de documento de identidade e documento padrão de profissional da saúde informando a comorbidade. O documento pode ser baixado aqui e impresso para preenchimento. Pacientes com comorbidades que são acompanhados pelos postos de saúde da rede municipal deverão solicitar o documento com o seu médico de referência ou o profissional do posto poderá atestar a comorbidade de acordo com o prontuário de registro do paciente no posto. Pacientes atendidos no sistema privado também devem solicitar o documento padrão do seu médico ou um atestado específico que tenha a descrição em palavras por extenso da comorbidade (e não apenas a citação do código da CID no atestado).

– PCDs (Pessoas com Deficiência Permanente – PCD) com 18 anos ou mais. Apresentar documento que comprove a deficiência, como laudo médico, cartões de gratuidade de transporte público, documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que comprove a especificidade. Em casos em que o indivíduo não possua um documento comprobatório, será aceita uma autodeclaração.

– Trabalhadores do transporte portuário (que atuam em portos) ou aéreo (que atuem em aeroportos, como pilotos ou aeromoças).

– Pessoas que tem que fazer a segunda dose da Oxford. AI/RC

Veja a lista de comorbidades abaixo:

COMORBIDADE

DESCRIÇÃO DA CONDIÇÃO

Diabetes Mellitus (DM)

Diagnóstico de Diabetes Mellitus

Pneumopatia crônica grave

DPOC, Fibrosecística, fibrosepulmonar, pneumoconioses, displasia broncopulmonar ou asma grave (uso recorrente de corticóide sistêmico ou hospitalização por asma)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) resistente

HAS não controlada com uso de 3 ou mais anti-hipertensivos em doses máximas ou HAS controlada como usode4classesdeanti-hipertensivos

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) estágio3

PA sistólica ≥180mmHge ou diastólica≥110mmHg

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) com lesão em órgão alvo

HAS com lesão em órgão alvo (coração, retina, rim, encéfalo, vasos)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) associada a comorbidade

HAS em indivíduo com obesidade, cardiopatia hipertensiva (hipertrófica ou dilatada), apneia obstrutiva do sono, hiperlipidemia ou outra

Insuficiência cardíaca (IC)

Estágios B, C ou D

Corpulmonale e Hipertensão pulmonar (HAP)

Diagnóstico de corpulmonale crônico e HAP primária ou secundária

Doença Arterial Coronariana (DAC)

Diagnóstico de DAC sem ou com complicações (Ex: IAM)

Valvulopatias cardíacas

Lesões valvares com repercussão hemodinâmica, miocárdica ou com sintomas

Prótese valvar

Portador de prótese valvar biológica ou mecânica

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Miocardiopatia de qualquer etiologia, Pericardite crônica, Cardiopatia reumática

Doenças de Grandes vasos e fístulas

arteriovenosas

Aneurismas, dissecções ou Hematomas de Aorta ou demais grandes vasos

Arritmias Cardíacas

Arritmia com relevância clínica (que exija tratamento) ou associada a cardiopatia

Cardiopatia Congênitano adulto

Cardiopatia congênita associada a: repercussão hemodinâmica, hipoxemia, IC, arritmia ou comprometimento miocárdico

Doença Cerebrovascular

AVE ou AIT prévio, Demência vascular

Doença Renal Crônica (DRC)

DRC estágio3 ou 4 (TGF<60ml/min/1,73m2) e/ou Sínd. Nefrótica

Imunossupressão

Transplantados em uso de imunossupressor, pessoas vivendo com HIV, imunodeficiências primárias, necessidade de uso crônico de corticoide em dose de Prednisona>10mg/dia (ou equivalente), pulsoterapia com corticoide ou ciclofosfamida

Câncer

Pacientes oncológicos com tratamento quimio ou radioterápicos atual ou nos últimos 6 meses ou portadores de neoplasias hematológicas

Anemia falciforme

Diagnóstico de anemia falciforme

Obesidade grau 3

Índice de Massa Corporal ≥40kg/m2

Cirrose Hepática

Diagnóstico de cirrose hepática em qualquer estágio

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui