Lajeado passa a contar com aplicativo BemTeVi como forma de auxiliar pacientes do Caps

Ferramenta funciona como uma espécie de diário digital, no qual os pacientes podem registrar e acompanhar sintomas, sentimentos, ações, evoluções e conquistas


0
Parceria foi assinada no salão de eventos da prefeitura nesta quinta-feira (Foto: Caroline Silva)

Lajeado passa a contar com uma ferramenta tecnológica para auxiliar os pacientes atendidos nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), o aplicativo BemTeVi. Na tarde desta quinta-feira (23), o prefeito Marcelo Caumo assinou o termo de colaboração entre a empresa e a prefeitura.

O aplicativo foi desenvolvido por uma empresa startup paulista, e será oferecido de forma gratuita aos pacientes da área da saúde mental do município. O uso desta ferramenta inovadora faz parte de uma parceria entre o LabiLá – Laboratório de Inovação Governamental e Social de Lajeado e a empresa Auá Saúde e Tecnologia, de São Paulo, que vem aprimorando a plataforma dentro do espaço de inovação lajeadense Vibee, da Unimed Vale do Taquari e Rio Pardo.

Prefeito Marcelo Caumo assinou o termo de colaboração entre a empresa e a prefeitura (Foto: Caroline Silva)

O prefeito Marcelo Caumo destacou que Lajeado é uma cidade preparada para oferecer esse tipo de inovação à população. “Somos uma cidade que não é nem grande nem pequena, uma cidade adequada para fazer as experimentações. Uma das poucas do país com menos de 100 mil habitantes que tem uma faculdade de medicina e um hospital muito integrado, e toda essa parceria nos dá condições e a gente acaba sendo atrativo para essas alternativas que nos apresentam. Tenho certeza que muito mais vem pela frente”, declara.

Coordenadora de Inovação e Projetos Especiais de Lajeado, Mariela Portz (Foto: Caroline Silva)

A coordenadora de Inovação e Projetos Especiais de Lajeado, Mariela Portz, explica que a ferramenta funcionará como um diário dos pacientes, o que facilitará a vida dos médicos e o tratamento dos atendidos. “O uso de um App vai ajudar muito os médicos e a população que terá uma ferramenta diariamente para contar como está o humor, o apetite, a vida sexual, e a partir dali ele gera um relatório sobre tua saúde que só tu tem acesso, e quando for no médico você passará o relatório sobre tua saúde mental conforme o aplicativo”, conta.

Saiba mais sobre o aplicativo:

O aplicativo BemTeVi funciona como uma espécie de diário digital, no qual os pacientes podem registrar e acompanhar sintomas, sentimentos, ações, evoluções e conquistas. O relatório diário será feito por meio de um guia com perguntas e anotações. Além disso, o aplicativo dispõe de um botão de emergência, que deve ser acionado pelo paciente em casos de crise: quando acionado, o botão conduzirá a uma ligação para um contato de emergência do paciente e enviará a localização exata do usuário para que possa ser feito o socorro ou acompanhamento.

As perguntas e os registros do diário irão tratar de temas como humor, ansiedade, vida sexual, apetite, sono, pensamentos e percepção, atitudes e impulsos, vida social, tiques e manias, concentração e memória e consumo de substâncias. Para incentivar o uso do aplicativo e o preenchimento do diário, com o passar do tempo o usuário acumula créditos que são revertidos em plantio de árvores para o reflorestamento.

A previsão é de que a partir da próxima semana seja iniciado o teste com o aplicativo em pacientes atendidos nos CAPS.

– O primeiro passo para começar a utilizar o aplicativo é responder uma entrevista virtual que tem perguntas sobre vida pessoal, profissional e dados de saúde.

– Com os registros do diário, o aplicativo irá gerar relatórios de informações que auxiliarão no monitoramento da saúde mental.

– Todas as informações são totalmente anônimas, ou seja, ninguém terá acesso aos dados dos usuários.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui