Lajeado registra menor índice de roubos e furtos de veículos em 17 anos

Estes e outros dados foram apresentados em evento de aniversário de um ano da Draco.


0
Delegado responsável pela Draco Dinarte Marshall Júnior (Foto: Júlio César lenhard)

A Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas, a Draco, reuniu profissionais de imprensa e delegados na manhã desta sexta-feira (18), para apresentação de números relacionados às ações da entidade após completar um ano de atividades na cidade, marca que foi atingida no último dia 11 de dezembro. No café com a imprensa estiveram presentes para trazer os dados e avaliar o primeiro ano o delegado regional de Polícia Civil e responsável pela Draco.


OUÇA A REPORTAGEM 


O delegado responsável pela Draco, Dinarte Marshall Júnior, entende que o primeiro ano da delegacia superou as expectativas. “Os números mostram uma diminuição em vários aspectos de crimes e reforçam a importância da Draco. Sendo que esses números em grande parte diminuíram após a chegada da delegacia aqui a Lajeado, mesmo tendo um efetivo baixo e muito aquém do que seria o ideal, temos resultados que estão acima das expectativas que tínhamos”, afirma.

Já o delegado regional, José Romaci Reis, fala da importância da Polícia Civil e também do trabalho junto à imprensa. “A Polícia Civil e a imprensa sempre precisam trabalhar juntos, e o momento de reunir-se com esses profissionais é muito importante para se ter sempre uma boa comunicação para que os fatos sejam sempre relatados de uma forma Clara e verdadeira e também é importante falarmos da relevância da Polícia Civil como instituição, já que ela tem uma importante função de anunciar os crimes após o acontecimento, e de através de provas manter o criminoso preso, por isso que considera a Polícia Civil muito importante”, explica.

Um dos números que chama atenção é o de furto e roubo de veículos. Desde 2003 existem dados computados e, nesses 17 anos, 2020 é o ano em que menos ocorreram essa espécie de crime. Foram 101 na somatória de roubos e furtos de veículos, sendo que esse número em 2018 chegou a 395, e em 2019 a mais de 200. Destes 101, 83 foram furtos e apenas 18 foram roubos de veículos, um número muito menor do que a média do Estado em outras regiões e cidades comporte de Lajeado.

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui