A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Lajeado começou na sexta-feira (5), a fase de teste do projeto de identificação facial de de placas de veículos através do sistema de videomonitoramento.


Ouça a reportagem


Conforme o responsável pelo setor de inteligência da SSP, Tenente-Coronel Vinícios Renner, o software de computador é capaz de levantar dados com base na captação da imagem do rosto da pessoa.

O arquivo digital com as informações fotográficas são da Brigada Militar (BM), Policia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Civil (PC). Os testes iniciaram na Praça da Matriz, na semana passada.

O sistema funcionará em paralelo ao sistema de videomonitoramento já existente, e que conta com 44 câmeras. “Será possível identificar foragidos da justiça e suspeitos de um modo geral, além de veículos furtados ou roubados, mediante a imagem da placa”, explica Renner.

O sistema, que tem capacidade para identificar 125 mil imagens por segundo, funcionará de forma integrada entre as forças de segurança, que se encarregarão do monitoramento das imagens.

O comandante do 22º Batalhão da BM, Tenente-Coronel Paulo Rogério de Medeiros adiantou que quatro militares da reserva serão destacados para monitorar as câmeras. Sistema semelhante já foi implementado pelo Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, para coibir o ingresso de torcedores impedidos pela justiça de assistir jogos.

De acordo com Renner, a iniciativa é pioneira em administrações municipais no Brasil. A gestão técnica do serviço será da empresa Superluc, que atualmente é responsável pela manutenção das câmeras já existentes e rede de internet disponibilizada pela prefeitura.

O orçamento do projeto não foi divulgado. “Buscaremos o melhor custo benefício”, comenta o Tenente-Coronel. A expectativa é de que o sistema entre em operação ainda neste ano. LF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui