Leite acusa Doria de compra de votos nas prévias do PSDB

Partido estaria disposto a contratar uma empresa privada para concluir a votação que foi suspensa domingo


0
Foto: Reprodução CNN

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul e concorrente nas prévias do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) para a escolha do candidato à Presidência da República, acusou na tarde desta segunda-feira (22) o rival nas prévias tucanas, o governador de São Paulo, João Doria, de compra de votos.

“Do outro lado nós vemos isso. Nós vemos, sim, de compra de votos, estamos vendo denúncias de pressões indevidas, suspensão de filiações, demissão de pessoas que não apoiam”, afirmou Leite ao chegar na Comissão Executiva Nacional em Brasília nesta segunda.

O governador gaúcho disse ainda que está confiante de que será escolhido candidato do PSDB nas eleições presidenciais do ano que vem. Leite também disse que espera a retomada da votação do processo partidário o mais rápido possível. Depois de falhas no aplicativo usado nas prévias para definir o candidato do PSDB à Presidência da República em 2022, a cúpula do partido traça um plano B para concluir a votação.

Segundo apuração da CNN, o PSDB estaria disposto a contratar uma empresa privada para realizar o serviço, passando a base de dados dos filiados à empresa para que ela possa viabilizar, o mais rápido possível, a realização das prévias. Ainda de acordo com informações da CNN, cancelar as prévias não seria uma opção para o PSDB, que chegou a gastar R$ 9 milhões para o evento que ocorreu neste domingo.

Além dos governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e de São Paulo, João Doria, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto disputa a preferência tucana.
Fontes: R7 e CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui